Categorias
Trabalho em casa

Ganhe dinheiro digitando livros

Digitação de Livros – Trabalho em Casa, ganhe muito dinheiro no conforto da sua casa ou escritório. Veja aqui todas as informações necessárias para iniciar de imediato, sem erros.  Aprenda tudo, investimento, clientes em potencial, divulgação do serviço, concorrência, hardware e software e muito mais…

Digitação de Livros

A digitação de livros é um trabalho atraente. Se você tiver um bom tempo ocioso em seu micro, pode ser uma forma estável de manter uma remuneração extra, pois as editoras mantêm alta produção e longos vínculos com seus digitadores, garantindo assim, uma longa temporada de trabalhos.

Como fazer

Quando contatada a editora, ela lhe fornecerá um material, que pode ser digitado, com revisões a caneta, ou todo escrito a mão, para que você digite no programa utilizado para a editoração. Normalmente, os autores entregam o texto digitado de forma irregular, sem padronização, com erros de ortografia, etc. Cabe a você apenas digitar o texto como solicitado. Às vezes, o trabalho contratado é para apenas uma digitação, outras vezes inclui uma segunda digitação, que seria a correção após a revisão ortográfica. Você, quando termina o trabalho, entrega ao cliente uma cópia em pen drive e uma versão impressa.

Hardware e Software

Hardware

A partir de um computador, notebook ou tablet, que tenha um bom editor de texto e uma impressora. Dê preferência a uma impressora laser ou jato de tinta.

É necessário um bom conhecimento para resolver com agilidade problemas que venham a acontecer pois você não poderá atrasar na digitação.

O investimento fica para quem já possui o micro e a impressora chega a zero, pois não á necessidade de nenhum periférico em especial, caso você achar necessário poderá ter um scanner para aplicação de imagens, se for o caso.

Programas

Sua máquina deve ter um editor de textos; neste caso recomendamos o WORD.

É necessário um bom conhecimento dos editores de textos utilizados

O investimento fica por conta de um bom editor de texto mencionamos neste caso o Word que acompanha a maioria das maquinas novas, o pacote OFFICE que contem este editor de texto.

Trabalhar com marketing de conteúdo

Outra boa opção para trabalhar com textos à partir de casa é na criação de conteúdo para sites, blogs e ebook. Além de ser rentável o mercado está crescendo cada vez mais, é comum proprietários de sites e blogs procurarem profissionais para criação de textos, mais conhecidos como artigos.

O que é preciso para trabalhar com produção de textos?

Não existe uma exigência específica para ser um criador de conteúdo, qualquer pessoa que goste de ler e escrever pode ser um bom profissional, embora a técnica de SEO (Search Engine Optimization) seja muito requisitada. Essa técnica nada mais é que otimização para mecanismos de busca como o Google e Bing.

Para quem deseja iniciar e não tem conhecimento em SEO pode fazer um curso rápido qualidadeue pode ser presencial ou através da internet, geralmente curso dura 2 dias e pode ser feito no fim de semana.

Dica: A internet está repleta de informações sobre SEO inclusive vídeos no youtube, você pode aprender todas as técnicas de seu acessando esses conteúdos.

qualidades de produtor de conteúdo

Conforme mencionado anteriormente, qualquer pessoa pode ser um bom produtor de conteúdo desde que esteja dispostos a aprender e por em prática, mais é claro que algumas qualidades pode ajudar, como:

  • Gostar de ler e escrever;
  • Bom português;
  • Boa escrita;
  • Boa redação;

As qualidades citadas a cima podem ser adquiridas com a prática, o importante é estar disposto a aprender e principalmente gostar do que se propõe a fazer. Treinamentos de redação podem melhorar o seu texto e mudar a maneira como escreve. Ler muito ajuda a adquirir cultura e conhecimento

Quanto ganha um produtor de conteúdo?

Um produtor de conteúdo não tem um valor fixo definido, geralmente depende muito do tempo de trabalho e da qualidade dos textos. Em produtor de conteúdo com vasto conhecimento em determinada área pode cobrar mais que um produtor iniciante. Tenha em mente que conteúdo de qualidade vale dinheiro, em outras palavras, não adianta encher linguiça. Isso só vai piorar a qualidade de um texto para web.

Além da criação de conteúdo para sites e blog, também pode ganhar dinheiro com outros serviços como marketing de conteúdo para redes sociais, trabalhos escolares, TCC entre outros…

Conteúdo para sites e blogs

Os principais objetivos da criação conteúdo é levar informação de qualidade para o usuário e rankeamento do site na internet, através dos buscadores como google e bing, portanto, algumas regras devem ser utilizadas, como:

  1. Evitar parágrafos com mais de 4 linhas;
  2. Criar frases que tenham até 25 palavras;
  3. Escreva inter-títulos com menos 300 palavras;
  4. Conversar com o seu leitor, não ser formal.

Quer trabalhar com produção de conteúdo?

O primeiro passo para trabalhar com conteúdo o primeiro passo é divulgar seu serviço, portanto, utilize o formulário de comentários no fim dessa página e descreva suas qualidades para produção de textos e deixe uma forma de contato, e-mail, celular ou whatsapp. Muitos empregadores procurar profissionais através dos comentários no Emprega Brasil.

Clientes

Procure as editoras de livros de sua região e ofereça seus trabalhos, ou utilize o formulário de contato dessa página para oferecer seus serviços.

Gostou do artigo? Conhece alguém que quer trabalhar Digitando Livros ou textos? Então compartilhe esse texto nas redes sociais.

Trabalhar pela internet digitando

Também existem outras formas e produtos para trabalhar pela internet digitando, sejam livros, contratos, traduções, em fim, há uma série de oportunidades.   Acesse os artigos abaixo para conhecer outras formas de ganhar dinheiro no conforto da sua casa.

Artigos relacionados: digitação online, treinar digitação, digitação trabalho, jogos de digitação, digitação rapida, digitação programa, digitação download, digitação hj, digitar texto, digitar corretamente, digitar online, digitar significado, digitar texto agora, digitar trabalho, digitar sinônimo, digitar dicionario, digitação de livros para editoras, digitalização de livros, digitação de trabalhos, digitação de textos.

Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Categorias
Trabalho em casa

Ganhe dinheiro com editoração de livros

Serviços de Editoração de Livros – Trabalho em Casa, ganhe muito dinheiro no conforto da sua casa ou escritório. Veja aqui todas as informações necessárias para iniciar de imediato, sem erros.  Aprenda tudo, investimento, clientes em potencial, divulgação do serviço, concorrência, hardware e software e muito mais…

Editoração de Livros

Apresentação

Não se trata agora de digitação, mas sim da editoração do livro, ou seja, a definição gráfica de sua aparência. A escolha dos tipos, bordas, numeração, capa tudo o que diz respeito a plasticidade do livro, sua apresentação visual, é realizada nesta etapa, conhecida como Desktop Publishing, ou DTP, para os usuários frequentes.

Como fazer

Você deve ter pleno domínio sobre os softwares de desktop (CorelDraw!, Pagemaker, Photoshop…) e ter muita criatividade e interesse em trabalhar no setor. De posse do livro já digitado, você irá dar um tratamento visual, escolhendo a melhor fonte, diagramação, etc., emitindo no final a impressão em papel ou filmes de acordo com a solicitação do cliente.

Hardware e Software necessários

Hardware

Equipamento de última geração, de preferência um Macintosh. Se tiver PC, que seja um PentiumIII 400 acima, com memória de 64 MB acima, Winchester de 10 GB acima, tenha scanner de mesa ou use birô, um drive de discos transportáveis, tipo SyQuest, Zip Drive ou CD regravável, para transporte de dados aos birôs de fotolitos. Alto investimento.

É necessário conhecimento acima da média pois a o uso de vários periféricos ao mesmo tempo, o que pode acarretar conflitos internos.

O investimento fica por conta do micro e da impressora para quem já o possui o investimento fica por conta do scanner, recomenda-se o uso de um scanner de mesa de alta resolução e de um drive de armazenamento de alta capacidade com SyQuest , Zip Drive ou CD-R.

Software

CorelDraw!, Pagemaker, Photoshop e Word, todos em sua última versão.

É necessário o domínio total e pleno dos softwares acima citados para um melhor resultado final.

O investimento fica por conta dos programas de editoração eletrônica que variam muito seus preços de cidade para cidade e de acordo com sua versão. Procure te-lôs sempre em sua ultima versão para melhores resultados e respostas mais rápidas.

Clientes

Procure editoras em sua cidade, envie mala-direta e anuncie seus trabalhos em jornais.

Referências:
Sebrae – Serviços de Apoio as Micros e Pequenas Empresas, IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas – São Paulo, Datafolha – Instituto de Pesquisas Grupo Folha, IBOPE – Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística, Wikipédia, Jornal Estadão, Jornal Folha de S.Paulo, Jornal O Globo, Revista Exame, Revista Veja, MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, MCTI – Minnistério da Ciência, Tecnologia e Inovação, MDA – Ministério do Desenvolvimento Agrário,

Artigos relacionados: diagramação de livros, editoração gráfica, editoração de livros software, curso de editoração de livros, editoração de livros preço, programa editoração de livros, editoração de pagina na rede.

Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Categorias
Trabalho em casa

Trabalho em casa pela Internet

Trabalhar em casa pela internet, tem uma série de vantagens: fazer o próprio horário, não ter um chefe no pé e maior disponibilidade para outras atividades cotidianas são as principais entre elas.

E se você também tem a ideia de ganhar dinheiro trabalhando no conforto de sua casa tendo a internet como parceira, confira neste artigo algumas entre as principais (e mais benéficas) formas de trabalho em casa pela internet.

Trabalho em casa pela internet digitando

Para quem pensa em um trabalho em casa pela internet digitando, as oportunidades são bem variadas.

Quem costuma contratar esse tipo de trabalho em casa na internet são agências de publicidade, agências de organização de dados, institutos de pesquisa (como é o caso do famoso IBGE) e até mesmo editoras de livros, e-books ou outros materiais gráficos.

O trabalho em casa de digitação pode ser pago tanto semanalmente quanto mensalmente. Geralmente, os lucros por semana variam entre R$500 e R$600 e por mês, são de R$2000 a R$2500.

Trabalho em casa pela internet para empresas

Trabalho em casa pela internet para empresas

Empresas de todos os portes e segmentos acabam precisando de funcionários freelancers (ou seja, por um período mais curto e pré-determinado de tempo) para a realização de uma série de serviços. Alguns entre os mais comuns para trabalho em casa pela internet são:

Criação e alimentação de blogs

Neste caso, o funcionário freelancer é contratado para o trabalho em casa pela internet para o desenvolvimento de conteúdo único, relevante, atrativo e verdadeiramente interessante para o blog da empresa em questão. O conteúdo deve ser relacionado ao segmento de atuação da empresa e o assunto dos posts podem ser definidos por você ou pelo empregador.

Alimentação e gerenciamento de redes sociais

O mesmo vale também para as redes sociais. Com o marketing digital sendo cada vez mais importante para o aumento da visibilidade da empresa, criar e alimentar redes sociais como o Facebook, Twitter, Pinterest, Instagram e outras se tornou um serviço comumente contratado por fora. E se você tiver conhecimento sobre essa área, pode aproveitar para trabalhar com a mesma. Que tal?

Trabalho em casa pela internet preenchendo formulários

Trabalho em casa pela internet preenchendo formulários

Outra forma de ganhar dinheiro com trabalho em casa é por meio do preenchimento de formulários.

O trabalho em casa pela internet preenchendo formulários geralmente não conta com vínculos empregatícios e a remuneração ocorre de modo independente, ou seja, com base no quanto você produziu. A média de ganhos é de R$550 a R$600 semanais, ou seja, mais de R$2 mil por mês para trabalho em casa pela internet preenchendo formulários. Muito bom, não é mesmo?

 Trabalho em casa pela internet com mala direta

O trabalho em casa pela internet com mala direta costuma ser prático e simples, motivo pelo qual até aposentados podem garantir uma graninha extra com ele.

O trabalho de mala direta pode ser o mais variado possível: algumas empresas fornecem materiais para envio de mala direta e outros preferem contratar esse serviço para a divulgação da própria empresa. Para quem pensa em um complemento na renda mensal, o trabalho em casa pela internet com mala direta pode ser uma ótima alternativa.

Categorias
Trabalho em casa

Como fazer Compostagem

Compostagem é a técnica de aproveitamento de diversos tipos de materiais orgânicos de origem vegetal que, por meio de um processo de fermentação aeróbica, se transformam no composto orgânico.

A Compostagema pode ser feita na residência, numa propriedade rural e até mesmo em escola ou apartamento, utilizando-se os restos de alimentos crus, oriundos do pre- paro das refeições, como restos de verduras não temperadas, folhas danificadas, cascas, frutos podres, borra de café, cascas de ovos etc., diminuindo consideravelmente o lixo produzido e proporcionando um fim bem apropriado para esse valioso material.

Para se evitar o seu apodrecimento, fortes odores e também a invasão de roedores e outros animais, inclusive larvas de moscas, não se deve, de maneira nenhuma, levar para o composto os restos de comida preparada, tais como arroz, feijão, polenta, pão, macarrão, carnes, entre outros.

A Técnica da compostagem

Composto Orgânico feito em pilhas

Para se fazer o composto, é preciso separar o material orgânico vegetal disponível já na cozinha (para isso pode-se dispor de um balde plástico com tampa). Esse material será distribuído em camadas intercaladas com palha (ou restos de grama cortada no pátio da escola, no jardim da casa, folhas secas, capim cortado etc.).

A compostagem pode ser feita em caixotes, compartimentos plásticos específicos ou numa pilha e deve ser iniciada sempre com a palha, que formará a primeira camada (em torno de 10cm de altura), colocando-se sobre ela os restos orgânicos disponíveis (resíduos da cozinha ou estercos frescos de bovinos, aves ou cavalos) até formar uma pilha, sempre intercalando as camadas. Uma camada de palha, outra de resíduos frescos e/ou esterco e assim por diante.

Toda vez que se colocar uma camada de resíduos da cozinha, molhar bem até escorrer e cobrir em seguida com a palha até não se poder ver mais os restos da cozinha (que ficarão sob a camada de palha). A largura da pilha deve ser de 1m a 1,2m e o comprimento pode variar conforme a disponibilidade de espaço e material (não devendo ultrapassar 4m a 5m) e a altura máxima de 1,2m.

Havendo possibilidade, pode-se acrescentar finas camadas de cinza peneirada de forno ou fogão à lenha, calcário, fosfato natural e/ou pó de ossos a cada três camadas de palha para enriquecer o composto em nutrientes e diminuir a acidez, principalmente quando se colocam muitas cascas de cebola, de laranja e de limão. Não havendo disponibilidade de palhas, pode-se também edificar a pilha do composto colocando-se uma fina camada de terra sobre o material orgânico de maneira intercalada. De qualquer forma, a última camada terá que ser sempre de palha. Não há necessidade de erguer a pilha ao abrigo da ação do sol e da chuva.

Em situações excepcionais de muita chuva, pode-se colocar uma cobertura de plástico sobre a pilha. Uma vez formada a pilha de composto, é necessário controlar a temperatura interna e a umidade, pois com a fermentação há intensa formação de calor e, conseqüentemente, perda de água por evaporação. A temperatura alta da pilha (próximo de 50° a 60°C) é um indicativo de que a fermentação está se desenvolvendo.

Processo de Compostagem

Durante o processo de compostagem não é comum ser exalado cheiro forte, pois isso indicaria que está acontecendo apodrecimento e não a fermentação, talvez pelo excesso de água ou pela falta de oxigenação da pilha. Nesse caso, é preciso revirar a pilha e reerguê-la novamente em seguida.

Fermentação do Composto Orgânico

O tempo de fermentação do composto orgânico pode variar em função da temperatura ambiente, do material utilizado, da quantidade de água e do inoculante (esterco ou resíduos orgânicos utilizados), entre outros fatores. No verão, o processo é mais rápido. Montada a pilha, pode-se ter o composto pronto em até 60 dias, conforme o tipo de material e fazendo-se reviradas a cada 20 dias.

Aeração do Composto

Sempre que necessário (a cada 20 ou 30 dias), deve-se revolver a pilha para promover uma maior aeração, cortando-a com uma enxada e reerguendo em seguida todo o material semi-compostado numa nova pilha, ao lado. O composto pronto se parece com terra e não apresenta cheiro diferente dessa, podendo ser utilizado diretamente sobre os canteiros onde serão (ou estão sendo) cultivadas as hortaliças, seguido de sua leve incorporação superficial na terra ou então somente espalhado pela superfície.

A dosagem varia, mas em geral, se aplica um latão (20 litros) por metro quadrado de canteiro. Para uma melhor eficiência, recomenda-se peneirar o produto antes de colocá-lo nos canteiros. O que sobrar na peneira volta para o processo de compostagem.

A prática da compostagem é uma excelente atividade educativa, contribuindo na formação da consciência e do entendimento sobre as leis ambientais, sendo uma prática evidente das transformações naturais por que passam todos os organismos vivos.

Minhocultura

Minhoca produtora de húmus

Assim como a compostagem, a minhocultura representa uma interessante alternativa para o aproveitamento de resíduos orgânicos. Por esse processo, se produz o húmus, um produto estável e inodoro, considerado o mais valioso dos insumos a ser colocado na terra. O processo de criação de minhocas e produção de húmus é relativamente fácil. As minhocas irão se alimentar dos materiais orgânicos colocados à sendo que o húmus será o produto de seu metabolismo e excretado posteriormente, utilizado diretamente no solo ou como substrato de excelente qualidade para a produção de mudas, tanto de hortaliças quanto de plantas aromáticas e, até mesmo, espécies florestais.

Fonte: Coordenadoria de Assistência Técnica Integral – CATI (cati.sp.gov.br)

Categorias
Trabalho em casa

Como fazer Sabonete Artesanal em líquido e barra

Neste artigo escrito pela Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI), você vai aprender a fazer os sabonetes em barra, sabonetes líquidos, cristais de banho e aromatizadores de ambiente feitos com ervas aromáticas. Além de perfumarem, esses itens ainda apresentam propriedades medicinais e podem ser um importante fonte de renda trabalhando em casa.

Sabonete líquido

Sabonete líquido

Ingredientes

  1. 350mL de base de sabonete líquido ou base para shampoo, que pode ser transparente ou perolado;
  2. 700mL de água desmineralizada;
  3. 50ml de anfótero para espessar;
  4. 2 ou 3 gotas de corante alimentício ou para cosmético;
  5. 5mL (1 colher das de sopa) de essência de ervas;
  6. camomila, calêndula, erva-doce, erva-cidreira, alecrim, sálvia etc.;
  7. 1 colher de plástico de 5mL (1 colher de sopa);
  8. 1 vasilha plástica;
  9. 1 medidor de líquidos

A base para se fazer o sabonete (anfótero, essências e corantes) pode ser comprada em casas que vendem produtos para artesanato. A água desmineralizada pode ser trocada por água de chuva, porém somente em locais que não têm poluição do ar. Essa água deve ser coletada em baldes limpos, devendo-se esperar um dia para usar, para que ela se estabilize e diminua acidez.

Modo de fazer

  • Numa vasilha de plástico, já previamente limpa, colocar a água e a base para sabonete líquido, mexer com a colher plástica suavemente para não fazer espuma. Após misturada, colocar o anfótero para deixar mais espesso o sabonete, continuar mexendo lentamente até engrossar. Estando totalmente misturado, colocar as gotas de corante, colocar uma a uma até obter a coloração desejada. Por fim, colocar a essência, mexer suavemente e colocar nos vasilhames de 250mL ou 500mL.
  • Rendimento: quatro vasilhames de 250mL ou dois de 500mL. Colocar rótulo informando a essência utilizada e a validade do produto. A validade está escrita no litro de base para sabonete líquido.

Sabonete líquido com chá de ervas

Sabonete líquido com chá de ervas

Ingredientes

  1. 1 litro de água sem cloro;
  2. 1 maço de ervas frescas (hortelã, sálvia, alecrim etc.) ou 100 gramas de ervas secas (camomila, erva-doce, alecrim, calêndula etc.);
  3. 250mL de base para sabonete líquido;
  4. 50ml de anfótero;
  5. 2 ou 3 gotas de corante;
  6. 5mL de essência (1 colher das de sopa)

Modo de fazer

  • Numa leiteira colocar a água e a erva escolhida e deixar ferver até diminuir o volume pela metade (ficar apenas 500mL de chá). Deixar esfriar totalmente e, em seguida, coar. Colocar o chá coado em uma vasilha plástica ou de vidro;
  • Acrescentar, aos poucos, a base para sabonete e ir misturando, sempre devagar para não formar bolhas. Após estar bem  misturado, colocar o corante. Deve-se ter cuidado, pois o chá já tem uma coloração natural, porém essa cor vai sumindo com o tempo já que se tratam de pigmentos naturais, daí a importância de se colocar corante nessa receita, mas com cuidado, observando a coloração que ficará ao final. Recomenda-se fazer testes com um pouco do sabonete preparado e gotejar o corante até acertar a cor desejada;
  • Após acertar a cor, colocar a essência; apesar de o chá ter o odor característico da erva utilizada, a essência da própria erva ajuda a intensificar esse aroma além de preservá-lo por mais tempo. Não recomendamos utilizar óleos essenciais, pois óleo e água não se misturam e ocasionariam bolhas de óleo na superfície do produto;
  • Por último, colocar o anfótero, inicialmente 50mL e ir acrescentando mais, de 10 em 10mL, até chegar na espessura desejada. Em seguida, colocar em embalagem e rotular. A embalagem pode ser um filme plástico ou uma caixa; não esquecer de colocar no rótulo a validade do produto que será, nesse caso do uso do chá, de seis meses e a erva utilizada
    no preparo do sabonete.

Sabonetes em barra

Sabonete em Barra

Para o sabonete em barra será preciso usar o fogão e uma uma panela de ágata ou de vidro, utilizada apenas para essa finalidade. Essa panela deve ser levada ao fogo em banho-maria. Será preciso uma outra panela ou forma com água fervente.

Ingredientes

  1. base de glicerina hipoalergênica sólida, transparente ou opaca para sabonete;
  2. corante alimentício ou para cosméticos;
  3. essência de ervas: camomila, calêndula, erva-doce, ervacidreira, alecrim, sálvia etc.;
  4. ervas secas: erva-doce, calêndula, linhaça (que pode ser usada como esfoliante natural).

Pode-se usar fôrmas de silicone ou plásticas, as de silicone são mais caras, porém duram mais, já as plásticas duram apenas duas ou três vezes e se deformam, mas são muito baratas e encontradas em diversos modelos e formas. O interessante é usar as duas para diversificar os modelos de sabonetes.

Modo de fazer

  • Picar a glicerina finamente (quanto mais fina, mais rápido de derreter); colocar para medir na fôrma escolhida, a glicerina terá que “sobrar” acima da fôrma. Colocar só a glicerina na panela e levar ao banho-maria, não mexer, pois formará bolhas. Quando estiver totalmente derretida, retirar do banho-maria e colocar o corante e a essência; mexer delicadamente evitando a formação de bolhas;
  • Colocar as ervas secas escolhidas (usar somente um tipo, o mesmo da essência) e misturar. Levar imediatamente a mistura para a fôrma, para não formar “nata”. Encher bem a fôrma, pois depois que esfria o sabonete se retrai; É importante deixar a fôrma em local onde não será mais mexida, pois terá que ficar em repouso por uma hora no mínimo ou até endurecer bem. Após esse processo, desenformar, esperar secar por mais meia hora desenformado e passar em plástico-filme. Colocar o rótulo, descrever a essência e a data de validade. A validade do sabonete é a mesma da base de glicerina utilizada;
  • Pode-se usar a linhaça como esfoliante, a vantagem é que ela pode ser usada em qualquer essência. Outra maneira é colocar primeiro as ervas secas na fôrma e por cima um pouco do sabonete já derretido, esperar endurecer um pouco e colocar o restante do sabonete, assim as ervas ficarão apenas na superfície, tornando-o mais bonito;
  • As ervas secas podem ser usadas tanto em base opaca quanto em base transparente, porém na transparente conferem ao sabonete um visual mais atrativo.

Cristais de banho

Cristais de Banho

Os cristais são utilizados para a limpeza do corpo e podem ser usados como escalda-pés, dependendo da erva escolhida. Os cristais são fáceis de fazer; basicamente é preciso apenas misturar sal grosso com ervas medicinais ou aromáticas secas, como camomila, calêndula, alecrim, sálvia, arruda etc.

Modo de fazer

  • Misturar 50 gramas de sal e uma colher das de sopa da erva escolhida, colocar em saquinhos plásticos. Rotular indicando a erva utilizada e suas propriedades. Pode-se explicar, também, o modo de usar, podendo ser diluída em água morna e jogar pelo corpo após o banho e, em seguida, retirar com água corrente. Já para o escalda-pés deve-se colocar os cristais numa vasilha com água morna e mergulhar os pés por 20 minutos.

Aromatizantes de ambiente

Aromatizantes de ambiente

Os aromatizantes são ótimos para perfumar o ambiente e podem também ser usados na aromaterapia. Seu processo de fabricação é simples e rápido.

Ingredientes

  1. 250mL de álcool de cereais;
  2. 50mL de água mineral sem cloro;
  3. 50mL de essência de ervas: camomila, calêndula, abacaxi, erva-doce, bergamota, erva-cidreira, alecrim, sálvia, arruda etc.;
  4. de 2 a 5 gotas de corante;
  5. palitos de algodão-doce, que devem ter o dobro do tamanho do frasco;
  6. frasco de vidro com gargalo estreito, com tampa.

Modo de fazer

Basta misturar os produtos e, por fim, colocar o corante gota a gota até a coloração desejada; colocar no frasco com tampa, rosquear bem e deixar descansar por uma semana em local escuro para fixar bem a essência. Depois abrir, colocar os palitos e usar no ambiente.

Sabão de ervas

Sabão de Ervas

Receita do engenheiro agrônomo Osmar Mosca Diz (da Divisão de Extensão Rural – Dextru/CATI).

Ingredientes

  1. 6 barras de sabão de coco;
  2. ervas frescas ou secas (alecrim, sálvia, hortelã, manjericão, erva-doce etc.);
  3. 1 litro de água;
  4. gotas de corante alimentício ou para cosméticos;
  5. opcional – essência para sabonete.

Modo de fazer

  • Fazer um chá forte da erva escolhida (usar apenas um tipo de erva), colocando um litro de água mineral no fogo junto com as ervas; deixar reduzir até meio litro, esfrie e coe;
  • Ralar o sabão de coco e colocar no fogo em uma panela usada especialmente para essa finalidade. Deixar derreter totalmente, acrescentar o chá frio coado, colocar o corante e a essência, mexer levemente sem fazer espuma. Colocar em fôrmas de alumínio (tipo para bolo inglês que fica mais bonito e alto) e deixar esfriar; quando estiver sólido, cortar em pedaços e deixar secar ao ar livre e, só depois de bem seco, embrulhar em plástico-filme. A validade desse produto será a mesma do sabão de coco.

OBSERVAÇÃO: Segundo a Maria Cláudia Silva Garcia Blanco Engenheira Agrônoma Divisão de Extensão Rural (Dextru/CATI), para que as essas receitas tenham ação terapêutica, nos sabonetes em barra e nos cristais de banho podem ser adicionados óleos essenciais extraídos das plantas no lugar das essências artificiais. Já nos sabonetes feitos à base de água e/ou chá, usar essência já que óleo e água não se misturam.

Utilizar plantas secas de ótima qualidade que podem ser colhidas e secadas ou adquirir as ervas secas provenientes de estabelecimentos farmacêuticos.

Ações terapêuticas

  • Camomila: relaxante e clareadora da pele;
  • Calêndula: cicatrizante e contra assaduras;
  • Erva-doce: antioxidante e reparadora da textura da pele;
  • Erva-cidreira: relaxante e refrescante;
  • Alecrim: estimulante e bom para a circulação periférica;
  • Sálvia: antisséptica e cicatrizante;
  • Arruda: antisséptica, energizante e usada contra piolhos

Dicas

  • Sabonetes líquidos – colocam-se, inicialmente, 50mL de anfótero; se o sabonete não ficar na espessura desejada, colocar mais 10mL e mexer, assim sucessivamente até chegar à espessura desejada. Atenção para não engrossar demais, senão ficará difícil para tirar do vasilhame.
  • Sabonete em barra – para dar acabamento no sabonete, após desenformado, pode-se utilizar uma pequena faca, delicadamente, para retirar e acertar as laterais do produto.
  • Cristais de banho – ao utilizar a essência ou o óleo essencial da erva escolhida, o produto ficará melhor, pois o óleo essencial tem propriedades terapêuticas.
  • Sabão de ervas – esse produto pode ser utilizado para limpeza em geral, de roupas e de cozinha; não usar para o corpo.

Fonte: Coordenadoria de Assistência Técnica Integral – CATI (cati.sp.gov.br)

Categorias
Trabalho em casa

Como fazer uma horta em casa ou quintal

O cultivo de hortaliças, hoje em dia, vem ganhando cada vez mais a atenção e a adesão das pessoas que buscam a satisfação de cultivar e colher o seu próprio alimento, contribuindo assim para um estilo de vida mais saudável. Muito versátil, a horticultura pode ser praticada, desde o plantio em pequenos vasos, jardineiras e canteiros de uma casa (ou até mesmo de um apartamento) até em escala comercial, no âmbito de uma propriedade rural.

Plantio de hortaliças

“Saúde ao alcance das mãos”

Nesse artigo de Osmar Mosca Diz – Engenheiro Agrônomo Divisão de Extensão Rural (Dextru/CATI) vamos aprender todos os passos para o cultivo de hortaliças e  preparo da terra, de maneira que ela se mantenha bem arejada, adubada, com bom teor de matéria orgânica, descompactada, em grumos soltos e fáceis de revolver.

Adubação da terra

Para a adubação da terra, em nível doméstico, pode-se utilizar farinha de casca de ovos (pode ser feita em casa, moendo a casca de ovo seca), farinha de ossos, torta de mamona, fosfato natural de rocha (que podem ser adquiridos em lojas agropecuárias), húmus de minhoca, cinzas de fogão ou forno à lenha, calcário, pó de conchas e composto orgânico, entre outros insumos de origem natural.

Cultivo em Canteiros

No caso de cultivo em canteiros, é necessário também que a superfície de cultivo esteja nivelada para não escorrerem as águas da chuva e das regas. Isso tudo promoverá uma boa germinação das sementes e um crescimento satisfatório das plantas, tendo em vista um bom desenvolvimento de suas raízes.

Semear ou Transplantar as mudas de hortaliças

Com o terreno pronto, é hora de pensar em semear ou então transplantar as mudas de hortaliças, as quais poderão ser produzidas em bandejas de isopor, em embalagens plásticas, embalagens reaproveitáveis de sucos (néctares) e de leite (entre outras), ou até mesmo no próprio canteiro, numa pequena área reservada, que será a sementeira, cuja função é oferecer às sementes as condições necessárias para a germinação e o desenvolvimento inicial das plantas.

As plântulas (plantas recém-germinadas), cultivadas na sementeira por algumas semanas, serão posteriormente transplantadas para o local de cultivo definitivo, de acordo com as recomendações (porte e espaçamento) para cada espécie.

Cuidados com Sol e Chuva

Na sementeira devemos ter um cuidado ainda maior do que em todo o canteiro, peneirando a terra, retirando os torrões e protegendo-a da ação direta do sol e da chuva. Para isso, pode-se utilizar, por exemplo, uma cobertura com sombrite ou então alguma outra cobertura disponível, tal como aparas de gramas dispostas diretamente sobre a terra etc.

Lembrar sempre que a ação direta do sol sobre a superfície do solo provoca o seu ressecamento e esterilização; já o impacto direto da chuva acarreta uma compactação na superfície do solo, dificultando a emergência das plantas.

Numa escala maior de cultivo, há a desestruturação do solo e sua predisposição ao processo da erosão.

Nessa pequena parte do canteiro (a sementeira), pode-se semear alface, almeirão, chicória, couves diversas, entre outras espécies de hortaliças (aquelas que requerem transplante posterior).

Recomenda-se semear pequena quantidade de cada vez, a fim de não desperdiçar e também para que se tenha uma ideia do total de mudas que haverá dali algumas semanas.

A tendência normal é lançar muitas sementes e depois não ter espaço para plantar as mudas. Utilizando-se sementes em demasia, as mudinhas vão crescendo muito juntas umas das outras, o que compromete o seu desenvolvimento, podendo até mesmo ocasionar doenças e, também, dificultar o transplante.

Semeando em bandejas de isopor

Semeando em bandejas de isopor

Caso se opte pelas bandejas de isopor, há uma (cujas células são maiores) destinada para tomate, pimentão, pepino, berinjela (plantas maiores) e outra (com células menores), em maior número, destinada para as verduras em geral, como por exemplo, alface, chicória, almeirão, entre outras.

Nas bandejas, pode-se semear um número mais exato de plantas que se deseja produzir para um determinado período de tempo e de acordo com o espaço disponível para plantio nos canteiros. As mudas produzidas em bandejas, ao serem transplantadas, são mais facilmente adaptadas ao novo local devido à preservação por completo da integridade do seu sistema radicular.

Isso representa uma grande vantagem em relação ao transplante a partir das sementeiras, situação em que se dá um maior estresse por conta do rompimento de suas raízes.

Nas células das bandejas em que se deseja semear, deverá ser colocado um substrato composto por terra vegetal produzida na propriedade (a partir, por exemplo, da compostagem) ou então adquirido nas agropecuárias.

No caso de se optar por fazer a mistura, será preciso uma medida de húmus de minhoca juntando-se a ela uma medida de terra peneirada e uma medida de composto orgânico peneirado. Caso não haja um desses componentes, pode-se utilizar uma medida de terra somando-se a ela uma medida de composto orgânico peneirado (ou outra fonte de matéria orgânica peneirada).

Após o preenchimento das células da bandeja com o substrato, pode-se proceder a uma leve compactação com a palma da mão e, em seguida, com a ponta do dedo, um graveto, ou um lápis fazer um pequeno buraquinho onde será colocada a semente. Cada célula da bandeja deverá receber de uma a três sementes da hortaliça que se deseja produzir, podendo semear vários tipos numa mesma bandeja.

A quantidade de sementes por célula depende do vigor e do tamanho da semente. Quanto ao tamanho, para sementes maiores como, por exemplo, as das couves, da beterraba etc., pode-se pensar em colocar apenas uma semente em cada célula da bandeja.

De qualquer forma, é recomendável semear um número um pouco maior do que aquele de mudas que se deseja obter, para o caso de haver alguma falha na germinação ou no pegamento das mudas. Nos envelopes de sementes constam informações sobre o poder germinativo e as datas de colheita e de validade.

Cuidados após a semeadura

Após a semeadura, molhar com delicadeza e deixar as bandejas protegidas da ação direta do sol e da chuva, preferencialmente à meia-sombra. A rega das bandejas deverá ser diária e, em casos de dias muito quentes, até mesmo duas ou três vezes ao dia. Para isso, pode-se utilizar um pequeno borrifador (500mL) ou um regador pequeno.

Como as bandejas são frágeis e relativamente grandes, pode-se pensar em cortá-las em pedaços menores, que caibam dentro de uma pequena caixa de madeira (por exemplo, aquelas de uva ou outras menores). Isso facilitará o transporte e o manejo da bandeja. O ideal é que as bandejas em que foram semeadas fiquem suspensas para que os furos inferiores recebam claridade, de maneira que as mudinhas não desenvolvam raízes além dos furinhos (a claridade inibe o desenvolvimento das raízes das mudas).

Após a semeadura (tanto em sementeiras quanto nas bandejas), recomenda-se guardar o restante das sementes em suas próprias embalagens, revestidas primeiramente por um saco de papel e depois por outro, de plástico, bem fechadas e no interior da geladeira (frio e escuro).

Transplante das mudas

Transplante das mudas

O transplante das mudas se dá, em geral, quando apresentarem (no caso de alfaces, almeirão, chicória e até mesmo couves) em torno de três a quatro folhas definitivas (sem contar aquelas duas primeiras que nascem, uma de cada lado). No caso de tomates, pimentões e berinjelas, o transplante será feito quando as plantas estiverem com aproximadamente 15 a 20cm de altura (no máximo).

Deve-se dar preferência para o transplante das mudas em dias nublados, antes ou logo após uma garoa. Caso tenha que ser feita essa operação num dia ensolarado, dar preferência para o final da tarde ou início da manhã (bem cedo), evitando -se os horários mais quentes do dia.

Tanto a bandeja quanto o canteiro onde as mudas serão transplantadas deverão ser bem molhados antes do transplante das mudas. Molhar a bandeja facilita a remoção das mudas e molhar a terra no canteiro favorece o pegamento delas. Terminado o transplante, molhar novamente e cobrir o terreno com palha, deixando-se expostas apenas as folhas das hortaliças.

A palha irá manter o solo mais úmido, mas assim mesmo se recomenda molhar a terra durante toda a primeira semana após o transplante das mudas, caso não chova. Molhar com pouca água, somente na pequena área ocupada pela muda.

Quando as mudinhas estão bem novas, suas raízes ocupam uma pequena porção de terra, então seria um desperdício de água molhar todo o canteiro, com mangueira, nessa fase. Use o regador, de preferência!

Transplante a partir da sementeira

No caso da sementeira, deve-se molhá-la imediatamente antes do transplante e retirar as mudas com muito cuidado, com a ajuda de uma pazinha de mão, procurando levar a muda para o canteiro com o máximo de terra possível junto à raiz.

Espaçamentos sugeridos

O espaçamento aproximado recomendável para as hortaliças folhosas (alfaces, almeirão, chicória etc.) é de 25 a 30cm entre plantas. A partir das bordas do canteiro até a primeira mudinha, deixar metade desse espaçamento.

No caso de tomates, pepinos, berinjelas e couves (couve de folha, brócolis, couve flor e repolho), recomenda-se um espaço de 80cm entre cada planta.

Semeando diretamente no canteiro

Tanto a cenoura quanto o rabanete não aceitam o transplante, por isso devem ser semeados diretamente no canteiro, distribuindo-se as sementes em sulcos transversais de aproximadamente 2cm de profundidade, distanciados uns dos outros de 20 a 25cm. As sementes são assim distribuídas com parcimônia ao longo do sulco e depois cobertas com uma camada de terra fina peneirada (sem torrões).

A beterraba e a rúcula aceitam ser transplantadas (podendo ser semeados em sementeiras ou bandejas), mas vão muito bem também na semeadura direta, como recomendado para cenoura e rabanete.

Fonte: Coordenadoria de Assistência Técnica Integral – CATI (cati.sp.gov.br)

Categorias
Trabalho em casa

Ganhe muito dinheiro com emissão de cartelas para Bingo

Ganhe muito dinheiro com emissão de cartelas para Bingo. Aprenda tudo: investimento, localização, equipamentos, fornecedores, mercado, concorrência, riscos, legislação, mão de obra especializada, captação de cliente, financiamento, atendimento e muito mais…

Emissão de cartelas para Bingo

Com o sucesso dos bingos, autorizados por lei federal um dos grandes negócios de informática é a impressão de cartelas para jogos. Você pode fazer contratos ou prestar serviços para bingos instalados ou eventuais. A empresa DCM software vende programa que imprime até 9000 cartelas sem repetição e gerência através do microcomputador (fone (051) 221-7661.), além de outros softwares que fazem este tipo de tarefa com grande êxito, com a vantagem de personalizar suas cartelas.

Hardware

A partir de PentiumII 300MHZ, 586 Cyrus ou AMD 300 MHZ, com 32 MB de memória RAM e Winchester de 2.0 GB.

  • Conhecimento: É necessário o conhecimento básico para resolver problemas rotineiros que venham a acontecer em seu microcomputador.
  • Investimento: O Investimento chega a zero para quem possui um computador pois não há a necessidade de nenhum periférico específico.

Software

A DCM Software possui muitos programas, não só de emissão de cartelas como de controle do sorteio por computador, mas existem também uma gama muito grande de softwares que realizam este tipo de tarefa com grande êxito.

  • Conhecimento: É necessário o domínio do software que realizara este tipo de tarefa, é o básico para resolver problemas rotineiros.
  • Investimento: Para maiores informações entre em contato com DCM Software pelo fone (051) 221-7661, ou qualquer casa de softwares der sua cidade.

Captação de clientes

Você pode fazer visitas a bingos, ou através de mala diretas além de aproveitar festas rotineiras como quermesse, e bingos promovidos por associações de moradores para oferecer seu trabalho.

Distribuição de sharewares

Shareware é uma forma de distribuição de programas de microcomputadores. Eles são distribuídos gratuitamente, mas tem o seu uso restrito (limitação de tempo de uso ou comandos disponíveis da versão comercial). Após o uso por um certo período, os shareware’s devem ser registrados pagando uma taxa que garantira a assistência técnica, manuais e novos recursos ao programa que estavam restringidos na versão shareware.

Você não pode comercializar um programa shareware, somente pode cobrar o custo de distribuição (valor do disquete e copia), rigorosamente, só distribui o pacote original do programa. Não modifique ou comercialize a versão comercial do programa (o que é crime de pirataria). Procure formar uma biblioteca de sharewares interessantes. Existem alguns CD-ROM com milhares de aplicativos e jogos, faça uma listagem do material disponível e coloque a venda.

Você somente vai duplicar o material quando tiver de posse do pedido, evitando assim estoques excessivos de programas, procure ter sólidos conhecimentos sobre duplicação de programas, para evitar o envio de programas mal duplicados e que não funcionam nos microcomputadores de seus clientes. Os programas sharewares que mais vendem são jogos, aplicativos Windows, de CAD, de DTP, fontes, programas esotéricos, programas eróticos, (telas gif e animações, etc.)

Hardware

A partir de um PentiumII 300 MHZ , 586 da Cyrus ou AMD 300 MHZ, com 32 MB de memória RAM, Winchester de 5.0 (no mínimo) além é claro de no mínimo dois Drivers já que a maioria dos microcomputadores e acompanhado somente de 1 único Drive de 3.5. e do CD-R para gravação de grandes coletâneas.

  • Conhecimento: é necessário um conhecimento um pouco avançado para além de saber dar dicas a clientes que em muitos casos procuram assistência em pessoas que trabalham com gêneros de informática no caso de sharewares por exemplo clientes que querem saber se tal programa terá uma boa performance em seu equipamento então vale um bom conhecimento para estes e muitos outros casos.
  • Investimento: o investimento inicial e baixo chegando a zero para quem já tenha o micro, posteriormente sim ficando mais alto com o aumento de pedido havendo a necessidade de mais microcomputadores, mais a principio um micro bastara.Alem é claro de um Drive CD-R (regravável).

Software

Você pode comprar Cds que contenham milhares de sharewares a preços bem convencionais além de outros milhares que estão na própria Internet.

  • Conhecimento: é necessário um conhecimento alto no que diz respeito a qualidade de copias, além do próprio sistema operacional para resolver problemas rotineiros e informações básicas sobre seu maiores sharewares em caso de duvidas de seus clientes.
  • Investimento: O investimento é muito baixo pois estes tipo de sharewares custam muito barato e são vendidos em pacotes com muitos juntos as vezes milhares.

Captação de clientes

Faça anúncios em seções de informática de jornais, distribua catálogos em disquetes e impressos, alem de distribuir em grandes bancas o que um excelente retorno.

Referências:
Sebrae, IBGE, DIEESE, IPT, Instituto Datafolha, Instituto IBOPE, Wikipédia, Jornal Estadão, Jornal Folha de S.Paulo, Jornal O Globo, Revista Exame, Revista Veja, MAPA, MCTI, MDA, MDIC, MMA, MME, MTE.
Categorias
Trabalho em casa

Ganhe dinheiro com distribuição de sharewares

Ganhe dinheiro com distribuição de sharewares. Aprenda tudo: investimento, localização, equipamentos, fornecedores, mercado, concorrência, riscos, legislação, mão de obra especializada, captação de cliente, financiamento, atendimento e muito mais…

Distribuição de Sharewares

Shareware é uma forma de distribuição de programas de microcomputadores. Eles são distribuídos gratuitamente, mas tem o seu uso restrito (limitação de tempo de uso ou comandos disponíveis da versão comercial). Após o uso por um certo período, os shareware’s devem ser registrados pagando uma taxa que garantira a assistência técnica, manuais e novos recursos ao programa que estavam restringidos na versão shareware.

Você não pode comercializar um programa shareware, somente pode cobrar o custo de distribuição (valor do disquete e copia), rigorosamente, só distribui o pacote original do programa. Não modifique ou comercialize a versão comercial do programa (o que é crime de pirataria). Procure formar uma biblioteca de sharewares interessantes. Existem alguns CD-ROM com milhares de aplicativos e jogos, faça uma listagem do material disponível e coloque a venda.

Você somente vai duplicar o material quando tiver de posse do pedido, evitando assim estoques excessivos de programas, procure ter sólidos conhecimentos sobre duplicação de programas, para evitar o envio de programas mal duplicados e que não funcionam nos microcomputadores de seus clientes. Os programas sharewares que mais vendem são jogos, aplicativos Windows, de CAD, de DTP, fontes, programas esotéricos, programas eróticos, (telas gif e animações, etc.)

Hardware

A partir de um PentiumII 300 MHZ , 586 da Cyrus ou AMD 300 MHZ, com 32 MB de memória RAM, Winchester de 5.0 (no mínimo) além é claro de no mínimo dois Drivers já que a maioria dos microcomputadores e acompanhado somente de 1 único Drive de 3.5. e do CD-R para gravação de grandes coletâneas.

  • Conhecimento: É necessário um conhecimento um pouco avançado para além de saber dar dicas a clientes que em muitos casos procuram assistência em pessoas que trabalham com gêneros de informática no caso de sharewares por exemplo clientes que querem saber se tal programa terá uma boa performance em seu equipamento então vale um bom conhecimento para estes e muitos outros casos.
  • Investimento: O investimento inicial e baixo chegando a zero para quem já tenha o micro, posteriormente sim ficando mais alto com o aumento de pedido havendo a necessidade de mais microcomputadores, mais a principio um micro bastara.Alem é claro de um Drive CD-R (regravável).

Software

Você pode comprar Cds que contenham milhares de sharewares a preços bem convencionais além de outros milhares que estão na própria Internet.

  • Conhecimento: É necessário um conhecimento alto no que diz respeito a qualidade de copias, além do próprio sistema operacional para resolver problemas rotineiros e informações básicas sobre seu maiores sharewares em caso de duvidas de seus clientes.
  • Investimento: O investimento é muito baixo pois estes tipo de sharewares custam muito barato e são vendidos em pacotes com muitos juntos as vezes milhares.

Captação de clientes

Faça anúncios em seções de informática de jornais, distribua catálogos em disquetes e impressos, alem de distribuir em grandes bancas o que um excelente retorno.

Referências:
Sebrae – Serviços de Apoio as Micros e Pequenas Empresas, IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas – São Paulo, Datafolha – Instituto de Pesquisas Grupo Folha, IBOPE – Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística, Wikipédia, Jornal Estadão, Jornal Folha de S.Paulo, Jornal O Globo, Revista Exame, Revista Veja, MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, MCTI – Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, MDA – Ministério do Desenvolvimento Agrário, MDIC – Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, MMA – Ministério do Meio Ambiente, MME – Ministério de Minas e Energia, MTE – Ministério do Trabalho e Emprego.Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.
Categorias
Trabalho em casa

Ganhe muito dinheiro com serviços de publicidade

Ganhe muito dinheiro com serviços de publicidade. Aprenda tudo, investimento, localização, equipamentos, fornecedores, mercado, concorrência, riscos, legislação, mão de obra especializada, captação de cliente, financiamento, atendimento e muito mais…

Serviços de publicidade freelancer

Trabalho que exige competência, criatividade e dedicação. Neste caso, você prestará serviços de freelancer à agências de publicidade, editoras ou às próprias empresas interessadas em anunciar. Necessários sólidos conhecimentos em programas de editoração eletrônica (DTP).

Como fazer

Você vai criar a partir dos esboços apresentados pelo cliente a publicidade por ele solicitada. Procure ser o mais fiel a idéia central apresentada para não ter que refazer infinitas vezes o mesmo trabalho. O trabalho publicitário exige também conhecimento absoluto do mercado de publicidade para se ter uma visão completa para realizar de forma perfeita aquilo a que se propõe.

Hardware e Software

Hardware

Equipamento de última geração, de preferência um Macintosh. Se tiver PC, que seja um PentiumIII ou IV 850 a 1Gb, com memória de 64 acima MB acima, Winchester de 10 GB acima, tenha scanner de mesa ou use birô, um drive de discos transportáveis, tipo SyQuest, Zip Drive, CD regravável , para transporte de dados aos birôs de fotolitos. Alto investimento.

É necessário o bom conhecimento para se resolver problemas rotineiros com rapidez.

O investimento fica por conta do micro e da impressora para quem já o possui o investimento fica por conta do scanner que no inicio poderá ser de mão mas com tempo recomenda-se o uso de um scanner de mesa de alta resolução e de um drive de armazenamento de alta capacidade com SyQuest, Zip Drive ou CD-R.

Software

Com completo domínio, o Pagemaker, CorelDraw!, Word 2000, Photoshop, todos de última geração.

É necessário o domínio total e pleno dos softwares acima citados para um melhor resultado final, e uma boa apresentação gráfica.

O investimento fica por conta dos programas de editoração eletrônica que variam muito seus preços de cidade para cidade e de acordo com sua versão. Procure os ter em sua ultima versão para um melhor resultado final e respostas mais rápidas.

Clientes

Agências de publicidade, empresas comerciais, editoras de jornais e revistas. Faça um portfólio e uma visita pessoal a cada cliente, ou mala-direta bastante competente.

Empresas do ramo

PROLANCER: http://www.prolancer.com.br/Freelancer
ESCOLA FREELANCER: http://www.escolafreelancer.com/sites-para-encontrar-trabalho-como-freelancer/

 

Referências:
Sebrae – Serviços de Apoio as Micros e Pequenas Empresas, IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas – São Paulo, Datafolha – Instituto de Pesquisas Grupo Folha, IBOPE – Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística, Wikipédia, Jornal Estadão, Jornal Folha de S.Paulo, Jornal O Globo, Revista Exame, Revista Veja, MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, MCTI – Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, MDA – Ministério do Desenvolvimento Agrário, MDIC – Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, MMA – Ministério do Meio Ambiente, MME – Ministério de Minas e Energia, MTE – Ministério do Trabalho e Emprego.Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

 

Categorias
Trabalho em casa

Ganhe muito dinheiro pesquisando na Internet

Ganhe muito dinheiro pesquisando na Internet. Aprenda tudo, investimento, localização, equipamentos, fornecedores, mercado, concorrência, riscos, legislação, mão de obra especializada, captação de cliente, financiamento, atendimento e muito mais…

Pesquisador da Internet

Como fazer

O mundo da Internet é vasto e você poderá ser um verdadeiro desbravador deste mundo para quem não tem acesso a “Grande Rede” ou que não tenham conhecimento suficiente e tempo para pesquisar.

De posse de um tema que o seu cliente procura, você vai sair a pesquisá-lo na Internet usando algumas ferramentas para este fim (WWW,FTP,Newsgroups, etc.). No WWW você vai encontrar ferramentas de busca de dados que muito vão te auxiliar como o Google,  Yahoo! CADÊ, Achei, ZOOM, entre uma infinidade de outros sistemas de busca.

É só digitar a palavra chave no campo indicado e esperar dentro de segundos ou minutos ele mostra uma lista do tema procurado dai e só fazer sua pesquisa de endereços relacionados. Recolhido todo o material você entregará em sua forma bruta (os dados em si recolhidos) ou então editorado (diagramado).

Hardware e Software – conhecimento e investimento necessários

Hardware

Um equipamento bem básico para se conectar a Internet, um PentiumII 233 com 32 Mb de memória, um modem de no mínimo 33.300 Kbps e uma linha telefônica.

É necessário um bom conhecimento para resolver problemas rotineiros com rapidez pois seu lucro depende de você, estar plugado na Internet.

O investimento para quem possui um computador com configuração básica fica por conta da placa fax/ modem.

Software

Browser como o MS Internet Explorer ou NetScape Navigator.

É necessário um bom conhecimento nos softwares acima citados pois você terá que saber “navegar” muito bem na Internet.

O investimento é muito baixo ficando só por conta dos browser’s acima citados.

Captação de clientes

Através de anúncios em jornais e revistas especializadas, banners espalhados pela Internet, até empresas jornalísticas poderão ser possíveis clientes.

Dicas

Você poderá cobrar pelo tempo total de acesso ou por Megabytes utilizados e acessados.

 

Referências:
Sebrae – Serviços de Apoio as Micros e Pequenas Empresas, IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas – São Paulo, Datafolha – Instituto de Pesquisas Grupo Folha, IBOPE – Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística, Wikipédia, Jornal Estadão, Jornal Folha de S.Paulo, Jornal O Globo, Revista Exame, Revista Veja, MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, MCTI – Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, MDA – Ministério do Desenvolvimento Agrário, MDIC – Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, MMA – Ministério do Meio Ambiente, MME – Ministério de Minas e Energia, MTE – Ministério do Trabalho e Emprego.Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.