Categorias
Ideias de negócios

Ganhe dinheiro fazendo lembrancinhas de Aniversário Infantil

Saiba como montar uma confecção de lembrancinhas de aniversário Infantil lucrativa gastando pouco e sem cometer erros. Ganhe muito dinheiro fazendo lembrancinhas e decorações de aniversário. Aprenda tudo: investimento, localização, equipamentos, fornecedores, mercado, concorrência, riscos, legislação, mão de obra especializada, captação de cliente, financiamento, atendimento e muito mais…

Confecção de lembrancinhas de aniversário infantil

FICHA TÉCNICA
Setor da economia: Secundário
Ramo de atividade: Indústria
Produtos: jogos americanos, jogos-da-velha, copos personalizados, porta-trecos, minivasos, saquinhos porta-biquíni, risque-rabisque e pranchetas decoradas

Apresentação

Aniversário de criança é um acontecimento que passa imune às piores crises econômicas, afinal, qual pai e mãe não quer fazer uma festa inesquecível para seu pimpolho? Agora, só para colocar mais um pouquinho de “lenha nessa fogueira”, é bom lembrar que para a maioria das crianças, ir a uma festa e não sair com uma lembrancinha é o mesmo que cantar parabéns e não comer bolo. Haja criatividade para descobrir algo que seja, ao mesmo tempo, atraente e se ajuste ao orçamento.
Felizmente, hoje já existem pessoas que dedicam-se à essa árdua tarefa. São empreendedores que viram na confecção de lembrancinhas um boa oportunidade de negócios. Alguns inclusive já alçam vôo no atendimento à empresas, mas as maiores inovações têm acontecido nos convites e nas lembranças. A imaginação impera nesse ramo e o céu é o limite. Só para ter uma idéia, existem festas em que os convidados recebem lembrancinhas antes e depois.

Mercado

Embora esse seja um mercado bastante concorrido, acredita-se que ainda há espaço, principalmente fora dos grandes centros, para quem desenvolver peças baratas e lúdicas.

Estrutura

Este empreendimento não exige uma área muito grande, 10 m² é o suficiente para se manter a linha de produção.

Equipamentos básicos

  • utilizados na confecção das lembranças (colas, tesouras, estiletes, etc.),
  • de apoio administrativo (telefone, computadores, etc).

Investimento

Irá variar de acordo com a estrutura do empreendimento.

Os produtos

Vão de jogos americanos, mochilas, porta-lápis, quebra-cabeças, jogos-da-velha, porta-trecos, mini vasos, saquinhos porta-biquíni, risque-rabisque e pranchetas decoradas, etc.

Matéria prima

Usa-se os mais variados produtos na confecção das lembrancinhas, tais como: Borracha EVA colorida, papéis, alumínio, vidro e tecidos, etc.

Público

São bufês (infantis e de casamento), pessoas que oferecem chás-de-cozinha e de bebê e até mesmo brindes personalizados para empresas.

Propaganda

A principal é a feita boca-a-boca, mas pode ser reforçada com a inscrição do nome e do telefone da empresa em algum cantinho discreto da lembrancinha.

Vantagens

Algumas vantagens que este empreendimento apresenta

  • Facilidade e custo, relativamente baixo, para abrir uma empresa no ramo;
  • Os pequenos empresários tem a possibilidade de poder começar a fazer os produtos artesanalmente para, depois de conquistar o mercado, industrializar-se.

Idéias

Cada uma das etapas da festa pode ser inédita e o empreendedor voltado para esse ramo de negócio deve estar atento para cada uma dessas oportunidades. Abaixo estão listadas algumas sugestões de lembrancinhas:

  • Lembrança Viva. Inovar nas lembrancinhas também pode ser uma boa idéia. Um exemplo são as festas baseadas nos temas relacionados aos animais, como por exemplo a “Pequena Sereia”, onde cada convidado infantil leva para casa, num aquário (também vale no saquinho plástico), um peixinho para recordar da festa, a também o tema “Fazenda”, a sugestão é oferecer como lembrancinha pintinhos devidamente “engravatados” ou com laços de fita.
  • Convites. É certo que muitos temas se repetem, mas cada festa é diferente, um bom exemplo dessa exclusividade são os convites. Trabalhando ainda com o tema “Fazenda”, a sugestão é o convite quebra-cabeça que ao ser montado, vai formar os dizeres do convite (também exclusivo para cada aniversariante) e deverá ser entregue numa cesta de vime (como se fosse um cesto para ovos) com seu nome.
    A entrega, por exemplo, pode ser transformada em produto. Numa festa em que o tema é “Dálmatas”, pode-se contratar atores que entregam os convites vestidos como dálmatas. O único problema será descobrir o horário em que cada uma das crianças convidadas estará em casa para receber o convite das mãos do personagem. A idéia é criar expectativa e fazer com que o convidado aguarde ansiosamente o momento da festa, que tem tudo para ser marcante.
  • Fantasia. Fantasiar os convidados de acordo com o tema da festa é outra idéia, como por exemplo, ainda seguindo com o tema “Fazenda”, a sugestão é criar uma fantasia para cada um dos convidados mirins. Serão porquinhos, vaquinhas ou cavalinhos, todos marcando presença graças a um inventivo boné, com aplicações de espuma. Festas inspiradas em super-heróis também entram nesse clima. Na festa do Batman, meninos podem receber, já na entrada, uma fantasia de batman e as garotas de mulher-gato.
  • Salgados. Os salgados também não escapam da fúria temática e aí também inovação é a palavra-chave. Neste caso, os salgados deverão seguir a tema, como por exemplo, com o tema “Dálmatas”, os salgadinhos e sanduíches deverão ter formatos de ossos, tina de banho ou dos próprios dálmatas.
  • Antes e Depois. Os convidados recebem lembrancinhas antes e depois.

Legislação Específica

Torna-se necessário tomar algumas providências, para a abertura do empreendimento, tais como:
– Registro na Junta Comercial;
– Registro na Secretária da Receita Federal;
– Registro na Secretária da Fazenda;
– Registro na Prefeitura do Município;
– Registro no INSS;(Somente quando não tem o CNPJ – Pessoa autônoma – Receita Federal)
– Registro no Sindicato Patronal;

O novo empresário deve procurar a prefeitura da cidade onde pretende montar seu empreendimento para obter informações quanto às instalações físicas da empresa (com relação a localização),e também o Alvará de Funcionamento.
Além disso, deve consultar o PROCON para adequar seus produtos às especificações do Código de Defesa do Consumidor (LEI Nº 8.078 DE 11.09.1990).

Referências:
Sebrae – Serviços de Apoio as Micros e Pequenas Empresas, IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas – São Paulo, Datafolha – Instituto de Pesquisas Grupo Folha, IBOPE – Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística, Wikipédia, Jornal Estadão, Jornal Folha de S.Paulo, Jornal O Globo, Revista Exame, Revista Veja, MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, MCTI – Minnistério da Ciência, Tecnologia e Inovação, MDA – Ministério do Desenvolvimento Agrário,

Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Categorias
Trabalho em casa

Ganhe dinheiro com desenhos para artesanatos em Isopor

Ganhe dinheiro com desenhos para artesanatos em Isopor. Aprenda tudo: investimento, localização, equipamentos, fornecedores, mercado, concorrência, riscos, legislação, mão de obra especializada, captação de cliente, financiamento, atendimento e muito mais…

Desenhos para Artesanatos em Isopor

Como fazer: Esta atividade consiste em que você crie desenhos em tamanhos variados estipulados pelos clientes, você os cria e vende para artesões, ou lojas que vendam artigos para festas, em que pessoas que trabalhem com isopor possam ter acesso sendo assim você terá um grande retorno, pois em festas infantis é predominante a presença destes apetrechos para embelezar a festa e os temas são super variados dai sua grande mobilidade comercial, isto porque sempre terá novos desenhos para criar conforme o gosto do cliente. Para isto só são necessários alguns softwares bem conhecidos da área de DTP Como o Corel Draw!, o Adobe Photoshop entre outros que possam criar desenhos e trata-los.

Hardware:

A partir de Pentium II 266 a 300 MHZ, Cyrus ou AMD 300 MHZ, com 32 MB de memória RAM e Winchester de 5.0 GB.

Hardware – conhecimento:  É necessário o conhecimento básico para resolver problemas rotineiros que venham a acontecer em seu microcomputador.

Hardware – investimento: O investimento fica em um nível médio pois você terá de adquirir um Scaner de mesa, além de uma boa impressora a laser.

Software:

Os softwares a serem utilizados são o Corel Draw!, o Adobe Photoshop ou qualquer outro programa que crie e trate imagens.

Software – conhecimento: É necessário um bom conhecimento nos softwares citados acima para melhor desempenho.

Software – investimento: O investimento depende da versão que você pretende adquirir dos programas acima citados que variam desde R$ 100,00 até 600,00 ou mais.

Captação de clientes:

Lojas de artigos de festas para crianças ou com pessoas que trabalhem com arte em isopor.

Referências:
Sebrae – Serviços de Apoio as Micros e Pequenas Empresas, IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas – São Paulo, Datafolha – Instituto de Pesquisas Grupo Folha, IBOPE – Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística, Wikipédia, Jornal Estadão, Jornal Folha de S.Paulo, Jornal O Globo, Revista Exame, Revista Veja, MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, MCTI – Minnistério da Ciência, Tecnologia e Inovação, MDA – Ministério do Desenvolvimento Agrário,

Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Categorias
Trabalho em casa

Ganhe muito dinheiro com a criação de Convites

Ganhe muito dinheiro dinheiro com a criação de Convites. Aprenda tudo: investimento, localização, equipamentos, fornecedores, mercado, concorrência, riscos, legislação, mão de obra especializada, captação de cliente, financiamento, atendimento e muito mais…

Criação de Convites

Como fazer: Dispondo de uma impressora a laser você pode imprimir convites para as mais variadas ocasiões (Festas, reuniões, eventos de som de toda espécies, etc). Faça um mostruário com convites de sua criação, impressos em papel especiais, Vergê, Pergaminho etc, e apresente aos possíveis clientes (diretores de clubes, promotores de festas e eventos, futuros noivos para casamentos entre outros acontecimentos.).

Hardware

A partir de um PentiumII 300 MHZ com 32 Mb de memória RAM e Winchester de no mínimo 5.0Gb., monitor SuperVGA e Impressora a Laser.

Conhecimento:  É necessário o conhecimento básico para resolver problemas rotineiros que venham a acontecer no micro.

Investimento: O investimento chega a zero para quem já possui o micro e a impressora pois não há a necessidade de nenhum periférico especial, claro que você pode opinar por um Scanner o que no começo não seria de muita precisão.

Software

Software de editoração eletrônica como o Corel Draw! Adobe Photoshop, além de um editor de texto para convites totalmente escritos sem gráficos.

Conhecimento: O conhecimento bom nos softwares utilizados para uma melhor apresentação visual pois isto equivale a 80% na escolha de cartões .

Investimento: O investimento inicial pode começar de baixo apenas com um programa gráfico e um editor de textos depois acrescentando novos programas e hardwares com o tempo.

Captação de clientes

Anuncie em jornais, faça visitas diretas a lojas e clubes que organizem festas ou eventos de som como discotecas salões de baile entre outros.

Preços:

Como os preços oscilam muito de cidade para cidade vale uma boa pesquisa em gráficas de sua cidade para controlar preços.

Referências:
Sebrae – Serviços de Apoio as Micros e Pequenas Empresas, IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas – São Paulo, Datafolha – Instituto de Pesquisas Grupo Folha, IBOPE – Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística, Wikipédia, Jornal Estadão, Jornal Folha de S.Paulo, Jornal O Globo, Revista Exame, Revista Veja, MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, MCTI – Minnistério da Ciência, Tecnologia e Inovação, MDA – Ministério do Desenvolvimento Agrário,

Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Categorias
Trabalho em casa

Ganhe dinheiro com desenhos em papel vegetal

Desenhos em Papel Vegetal – Trabalho em Casa, ganhe muito dinheiro no conforto da sua casa ou escritório. Veja aqui todas as informações necessárias para iniciar de imediato, sem erros.  Aprenda tudo, investimento, clientes em potencial, divulgação do serviço, concorrência, hardware e software e muito mais…

Mercado

Sem dúvida uma atividade que está crescendo muito é a de cartões de papel vegetal, tanto que existem até revistas que tratam do assunto, pois ai esta um nicho pouco explorado.

Esta atividade consiste em que você crie desenhos em formatos e tamanhos de cartões, como os de natal e os venda para pessoas que trabalhem com cartões de vegetal ou para ou lojas especializadas neste ramo, esta pessoa que comprará de você poderá opinar ajudar a criar cartões de seu próprio gosto, sem contar a vantagem que seus clientes levam de ter desenhos exclusivos, que em segundo plano podem ser vendidos para outras pessoas do ramo.

É um negocio muito fácil de se administrar pelo baixo custo e alto retorno, sua única mão de obra é de criar o desenho desejado ou de sua própria criação e imprimi-lo para entregar a seus clientes, você terá uma infinidade de idéias como quadrinhos heróis de televisão e o que mais sua mente imaginar.

Hardware e Software – Conhecimento e Investimento necessários

Hardware

  • A partir de um PentiumII a III 300 a 400 MHZ com 32 Mb de memória RAM, Winchester de no mínimo 5.0 Gb, impressora que de preferência deve ser a laser (para maior resolução) ou jato de tinta, além é claro um bom Scanner de mesa para captar imagens que sejam difíceis de ser criadas.
  • É necessário um conhecimento básico para resolver problemas rotineiros que venham a acontecer, e conhecimento nos periféricos que já possui.
  • O investimento para quem já possui o micro e uma boa impressora fica por conta do Scanner de mesa.

Software

  • Utilize os softwares utilizados no DTP como Corel Draw! Adobe Photoshop, ou outros softwares de criação e tratamento de imagem que você gostar ou tiver mais prática.
  • É necessário um alto conhecimento nos softwares que você utilizar para a criação dos desenhos.
  • O investimento fica em um nível intermediário pois estes softwares de editoração eletrônica costumam custar acima de R$ 1.000,00.

Captação de clientes

Ofereça seus serviços a lojas que organizem festas, lojas especializadas em cartões ou em lojinhas que revendam produtos de papelaria.

 

Referências:
Sebrae – Serviços de Apoio as Micros e Pequenas Empresas, IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas – São Paulo, Datafolha – Instituto de Pesquisas Grupo Folha, IBOPE – Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística, Wikipédia, Jornal Estadão, Jornal Folha de S.Paulo, Jornal O Globo, Revista Exame, Revista Veja, MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, MCTI – Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, MDA – Ministério do Desenvolvimento Agrário, MDIC – Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, MMA – Ministério do Meio Ambiente, MME – Ministério de Minas e Energia, MTE – Ministério do Trabalho e Emprego.Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Artigos Relacionados: artesanato em papel vegetal, como fazer papel vegetal, como imprimir em papel vegetal, como usar papel vegetal, papel vegetal 180g, papel vegetal para que serve, papel vegetal kalunga, papel vegetal para convite, papel vegetal estampado onde comprar, riscos para papel vegetal, papel vegetal passo a passo, papel vegetal rolo, papel vegetal a3, celula vegetal desenho, desenho celula vegetal e animal, como imprimir em papel vegetal, como usar papel vegetal, papel vegetal kalunga, papel vegetal para convite, papel vegetal para tatuagem, papel vegetal a2, desenho carvão vegetal, desenho célula vegetal, celula vegetal e suas organelas, vegetais desenho infantil, vegetais desenho em portugues, vegetais desenho animado, arte em papel vegetal, papel vegetal colorido, papel vegetal estampado, papel vegetal preço, papel vegetal a4,

Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Categorias
Trabalho em casa

Ganhe dinheiro abrindo uma Agência de Casamento

Saiba como ganhar dinheiro abrindo uma agência de casamento  de sucesso, sem cometer erros. Aprenda tudo: investimento, localização, concorrência, clientes, legislação e muito mais…

Agência de Casamento

Como fazer: Dizem que existem muitas pessoas solitárias, tímidas circulando na Internet. Que tal criar um site de Agência casamento, onde pessoas deste tipo poderão encontrar sua cara metade? O site de uma agência de casamento funcionara como uma espécie de classificados pessoais. A pessoa que estiver interessada em anunciar pagaria por uma quantia que seu anuncio ficaria no ar, exemplo por 30 dias. A forma de pagamento poderia ser por cartão de crédito ou cobrança bancária.

O anunciante responderia uma serie de perguntas sobre constituição física, emocional, financeira e comercial, e qual a constituição da pessoa que deseja encontrar. Quando aparecer uma pessoa interessada pelo anúncio este responderia um formulário que é transmitido para o anunciante para avaliação Um sistema de pesquisa também seria interessante onde a pessoa responderia a um formulário e este daria como resposta da pesquisa todos que foram cadastrados com aquela constituição pedida.

Contrate um provedor de Internet um espaço para armazenar seus arquivos, você também devera abrir um domínio com o endereço de seu negocio (exemplo http://www.casamento.com.br/ ). Com um curso de editores de HTML, de gerenciamento de programação Java, AcvtiveX ou CGI, editores de DTP você criara os arquivos links, imagens e sons das suas paginas. Este processo poderá ser tercerizado por produtoras gráficas, agências de propagandas ou birôs de impressão. Pronto os arquivos é só gravar no seu provedor.

Hardware

Uma configuração gráfica avançada é necessária, pois a criação de páginas na Internet só é diferenciada do Dekstop Publishing simplesmente na mídia final. Uma estação gráfica baseada no Intel PentiumIII 400 MHZ ou então o Macintosh , 32 a 64 Mb de memória RAM ou acima, monitor SuperVGA, mais de 10 GB de Winchester, Scanner de mesa colorido e Câmara digital.

Conhecimento: É necessário um bom conhecimento da máquina que se esta sendo utilizada para este serviço além de vasto conhecimento dos periféricos utilizados nesta operação para o melhor desempenho de seu trabalho.

Investimento: neste mercado é muito alto pois é necessário o que se tem de melhor porque se tem que passar uma imagem real da pessoa que pretende arrumar um companheiro por isso um bom Scanner, um bom Microcomputador e uma boa Câmara Digital, não saem por menos de R$ 6.000,00, mas você pode usar uma configuração abaixo e mesmo assim obter ótimos resultados.

Software

Softwares de editoração eletrônica, como Corel Draw!, Adobe Photoshop, Editor HTML, MS-Word com HTML Assist., MS_Front Page, Gif Construction Set, Browser Web, Internet Explorer, NetScape Navigator, Ferramentas Internet.

Conhecimento: É necessário um conhecimento muito vasto em todos os softwares mencionados acima pois só assim terá desempenho máximo dos aplicativos mencionados acima e uma melhor interface gráfica de seu Site que hoje em dia é tudo.

Investimento: Nestes softwares e de médio para alto tendo em vista que os softwares em sua última versão esta custando em média de R$ 400,00 a R$ 1.100,00 cada um.

Captação de clientes

Anuncie em jornais, faça release para jornais, rádios e tvs. Na Internet utilize os banners: no Brasil procure a InterSites (http://www.intersites.com.br/) no mundo inteiro procure o Internet Link Exchange (http://www.linkexchange.com/). Também adicione seu endereço nos principais mecanismo de procura e pesquisa: Cadê? (http://www.cade.com.br/) Achei!( Yahoo! (http://www.yahoo.com.br ) entre muitos outros.

DICA: Aqui vão algumas literaturas que vão clarear a sua mente em relação a este trabalho, HTML para Word Wide Web guia rápido visual, HTML simples e rápido, Java for C/C++ Programmers, Java handbook, Web Site Construction kit forWin.

Referências:
Sebrae – Serviços de Apoio as Micros e Pequenas Empresas, IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas – São Paulo, Datafolha – Instituto de Pesquisas Grupo Folha, IBOPE – Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística, Wikipédia, Jornal Estadão, Jornal Folha de S.Paulo, Jornal O Globo, Revista Exame, Revista Veja, MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, MCTI – Minnistério da Ciência, Tecnologia e Inovação, MDA – Ministério do Desenvolvimento Agrário,

Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Categorias
Ideias de negócios

Montar empresa de decoração de Festa Infantil

Decoração de festa infantil  – Ganhe muito dinheiro decorando festas para crianças. Veja aqui todas as informações necessárias para iniciar de imediato, sem erros.  Aprenda tudo, investimento, localização, equipamentos, fornecedores, mercado, concorrência, riscos, legislação, mão de obra especializada, captação de cliente, financiamento, atendimento e muito mais…

Decoração de festa infantil

Receita de festa de aniversário de criança sempre teve ingredientes universais, a exceção do idioma em que se canta o “Parabéns pra você”, os de demais componentes são rigorosamente os mesmos numa festinha em Roma ou Nova Iorque.

Nada além de bolo, bola, língua-de-sogra, chapéu de ponta, e outras peculiaridades que deliciaram e ainda deliciam as tardes de muitas gerações no mundo todo. Porém no Brasil, de uns tempos para cá, o desejo e a imaginação dos filhos combinados ao delírio dos pais, transformaram as despretensiosas festas infantis em grandes superproduções, cheias de efeitos especiais, surpresas e atrações.

Para agradar a criançada, os pais não economizam: gelo seco, canhões de luz, focos de neve, luz estroboscópica e néon, cenários fantásticos, mesas giratórias, toalhas iluminadas, bonecos que se movem e até personagens infantis reproduzidos em tamanho natural. Evidentemente, não é com a ajuda de vizinhos e familiares que se monta uma boa festa nos dias de hoje. Há uma nova e sofisticada indústria que cuida de tudo, dos convites até o encerramento da festa, as chamadas decorações de festa infantil.

Mercado

Este mercado apresenta uma grande concorrência, já que, existem inúmeras pessoas que prestam serviços para festas, porém, apresentar um diferencial nos serviços (preços, atendimento, etc), é uma boa saída para vencer neste ramo de atividade.

Estrutura

Para montar este empreendimento o empreendedor deve ter uma estrutura mínima, que neste caso consiste em uma área de 60 m², onde ficarão expostos os diversos cenários.

Equipamentos necessários

– Veículo utilitário;
– Móveis e utensílios de escritório (computadores, telefones, fax, etc.);
– Mesa grande para trabalhar montando os enfeites, cortar papel, etc.;
– Mesa para bolo, onde também são colocados os enfeites com o motivo da festa;
– Mesas e cadeiras para os convidados;
– Aparelho de som ;
– Balcão para atendimento dos clientes na loja;
– Prateleiras para guarda dos enfeites;
– Máquina de encher balões;
– Utensílios pequenos (tesouras, estiletes, potes, etc.);
– Brinquedos (piscina de bolinhas, escorregado, pula-pula vídeokê), etc.

Investimento

Irá variar de acordo com a estrutura do empreendimento, podendo este girar em torno de R$ 40 Mil.

Mão de obra

O número mínimo de pessoas trabalhando é de 3 pessoas, o dono e mais duas, sendo que o resto das atividades podem ser terceirizadas, sendo que esta deve ser bem selecionada, principalmente as que fornecem os alimentos.

Fornecedores

Neste empreendimento há vários fornecedores nos diferentes segmentos, que vão desde o ramo alimentício até os de diversões. Selecionar bem os fornecedores é de vital importância para oferecer bons produtos e preços competitivos.

Grandes fornecedores de bebida, embutidos e doces entregam o produto no local, mas as compras também podem ser feitas em distribuidores e supermercados. Com relação aos brinquedos, o melhor é alugar, para ter sempre uma novidade.

Diversificar

Para vencer o jogo não basta investir apenas em espaços convidativos e lúdicos. É preciso diversificar a oferta, buscar um atendimento personalizado, falar a linguagem da criança, respeitando seus gostos e opiniões, e também definir bem o foco do negócio para não correr o risco de perder o rumo.

Atrações

Os pacotes de Decoração devem ser bastante variados, já que o grande atrativo são as instalações e equipamentos sofisticados. As atrações é o diferencial deste negócio, e estas devem ser renovadas constantemente para manter o interesse e continuar atraindo a atenção. Algumas atrações interessantes:

– Cidade dos brinquedos;
– Piscina de bolinhas;
– Trenzinhos;
– Carrossel;
– Brinquedos eletrônicos;
– Teatrinho;
– Show de palhaços, fantoches, mágicos e animais amestrados.

Temas a ser explorados

Os temas preferidos da garotada variam um pouco dependendo da época, mas algumas estórias nunca saem de circulação. A Branca de Neve, Cinderela, Batman, Aladin, Pinóquio sempre tem boa saída.

Lembretes: para alcançar o sucesso neste tipo de empreendimento é necessário tomar algumas providências importante, tais como:

– Pesquisar a situação do mercado local;
– Localização apropriada, de fácil acesso, em região de poder aquisitivo condizente;
– Possuir criatividade para decoração, gostar de promover eventos e organizar festas;
– Possuir capital financeiro para instalação;
– O segredo para o sucesso é montar a festa de acordo com o desejo da criança, procurar realizar tudo aquilo que ela imagina;
– Fazer um bom curso de decoração de festas é de grande valia no início do negócio;
– Descobrir lacunas entre a concorrência e preenchê-las oferecendo produtos e serviços em ambientes lúdicos e ligados ao mundo infantil também garante bons resultados.

Legislação Específica

Torna-se necessário tomar algumas providências, para a abertura do empreendimento, tais como:
– Registro na Junta Comercial;
– Registro na Secretária da Receita Federal;
– Registro na Secretária da Fazenda;
– Registro na Prefeitura do Município;
– Registro no INSS;(Somente quando não tem o CNPJ – Pessoa autônoma – Receita Federal)
– Registro no Sindicato Patronal;

O novo empresário deve procurar a prefeitura da cidade onde pretende montar seu empreendimento para obter informações quanto às instalações físicas da empresa (com relação a localização),e também o Alvará de Funcionamento.
Além disso, deve consultar o PROCON para adequar seus produtos às especificações do Código de Defesa do Consumidor (LEI Nº 8.078 DE 11.09.1990).

Referências:
Sebrae – Serviços de Apoio as Micros e Pequenas Empresas, IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas – São Paulo, Datafolha – Instituto de Pesquisas Grupo Folha, IBOPE – Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística, Wikipédia, Jornal Estadão, Jornal Folha de S.Paulo, Jornal O Globo, Revista Exame, Revista Veja, MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, MCTI – Minnistério da Ciência, Tecnologia e Inovação, MDA – Ministério do Desenvolvimento Agrário,

Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Categorias
Ideias de negócios

Montar serviço de Artesanato em Papel gastando pouco

Saiba como montar serviço de Artesanato em Papel gastando pouco e sem cometer erros, ganhe muito dinheiro com decoração em papel. Aprenda tudo: investimento, localização, equipamentos, fornecedores, mercado, concorrência, riscos, legislação, mão de obra especializada, captação de cliente, financiamento, atendimento e muito mais…

Artesanato em papel

Apresentação

Já no Egito antigo, utilizava-se uma mistura semelhante ao papel machê. No entanto, registros históricos definem essa arte como uma técnica chinesa milenar que foi difundida pelos franceses – a partir do século XVIII – na Europa, mas foi a partir do século XVIII, que ele foi largamente difundido na França.

Chegou ao Brasil, mas como diz o ditado popular, santo de casa não faz milagre, e talvez por isso, esse tipo de artesanato, apesar de sua riqueza e variedade, ficou por tanto tempo relegado a pracinhas e feiras improvisadas. A atividade rendia alguns trocados para artesãos empenhados em manter ofícios tradicionais de sua cultura, servia de hobby e passatempo de hippies e donas de casa.

Até que, nos anos 90, empurrada pelo desemprego e estimulada pela crescente valorização e demanda de produtos artesanais, a arte de trabalhar com as mãos saiu da marginalidade para ocupar um espaço importante como atividade econômica geradora de riqueza, emprego e renda. O artesanato de objetos em papel machê (em francês, papier machié) tem sido tão valorizado.

Papel machê

O Papel Machê consiste em micro fibras de pedaços da celulose trituradas e misturadas com qualquer tipo de cola. O resultado é a obtenção de uma massa não plástica, a que se pode dar forma.

É a partir dessa base que são feitas as figuras conforme os moldes. Secas, essas figuras recebem pintura. A sedosa superfície do papel machê é ideal para a pintura em miniatura.

O Papel Machê tem uma plasticidade mínima. Como comparação, observa-se que a argila, por ter plasticidade maior, é expansiva e por isso molda-se com facilidade no sentido de dentro para fora, já o papel Machê, de massa não plástica, tem a massa moldada no sentido de fora para dentro.

Processo produtivo

Não existe uma receita específica para a fabricação de papel machê. De modo geral, essa técnica consiste na utilização de papel picado ou triturado misturado com cola. Não existem quantidades pré-determinadas para as proporções de cada ingrediente e a definição de uma “fórmula” variará conforme a necessidade de cada artista.

Linha de produtos

Os produtos resultantes dessa técnica são amplamente conhecidos pela elegância dos desenhos coloridos e pela durabilidade. Com a técnica de papel machê é possível confeccionar objetos utilitários e decorativos como: Vasos , bandejas, quadros, peixes, esculturas, brinquedos, flores, frutos, móveis. A gama de produtos possíveis inclui ainda figuras humanas, pássaros, animais, tableware, abajures, braceletes, placas decorativas de parede, e tudo que a imaginação permitir. É comum encontrar, principalmente no mercado Europeu, peças em papel machê com tamanhos abaixo de 20cm. A miniaturização de peças moldadas em papel machê apresenta maior grau de dificuldade, principalmente quando a miniaturização trata de personagens e animais.

Montando bonecos

A montagem dos bonecos de papel machê é muito simples, depois de preparada a massa, modela-se o rosto fazendo apenas bolinhas de tamanhos variados conforme o tamanho dos bonecos.

Depois de seco poderá ser feita uma pintura (para não ficar com aquele aspecto de jornal ou papel amassado) nas bolinhas modeladas e pintar o rosto do boneco.

Em seguida é feita a montagem do corpo que pode ser com um pedaço de pano, dependendo da criatividade do empreendedor.

Papietagem

Nada mais é do que a sobreposição de folhas de papel umidecido com cola, que são aplicadas sobre um molde pré-fabricado. Variante do papel machê, a papietagem é uma maneira rápida e fácil de produção de peças.

Matéria prima

A matéria prima utilizada é de baixo custo, além de ser reciclável. Ex.: embalagens, papelão, jornal, e todo tipo de papel, etc.

Processo produtivo de bonecos a partir da técnica de papietagem

Material

Bexiga, jornal , papelão, papel cartão, cola branca, tinta látex , papel de seda, tinta acrílica, pincéis tamanhos 1, 14 e 18 , tesoura , fita crepe, verniz fosco ou brilhante, barbante.

Execução

  • Encha a bexiga até que ela atinja aproximadamente 25 cm;
  • Dê um nó no bico e corte o restante;
  • Passe cola na bexiga e vá colando as tiras de jornal até cobri-la por inteiro.
  • Deixe secar bem a primeira camada e em seguida vá colando de três em três camadas até completar doze camadas de jornal. É importante que a cada três camadas a peça fique secando durante um tempo maior até que fique completamente seca. Com a peça seca, cole na base uma rodela de papelão e em seguida outra com formato de pezinho (para o pezinho fazer um formato de coração arredondado).
  • Feito isso, meça de cima para baixo 12 cm e corte a peça com estilete, deixando 3 cm sem cortar.
  • Cole neste espaço 2 fios de barbante para dar sustentação e fixação na peça.
  • Em seguida, cole na borda da peça cortada uma tira de papel cartão de aproximadamente 2 cm para formar a base de apoio.
  • Faça duas bolinhas de papel bem amassado para formar os bracinhos e colar 1 cm abaixo do corte.
  • Na hora de fazer as orelhinhas, corte 2 vezes um retângulo de 12 cm por 6 cm, e faça um corte triangular de 5 cm por 2 cm arredondando as pontas.
  • Cole as orelhas com fita crepe para moldá-las a cabeça e em seguida cole tiras de jornal.
  • Para o nariz faça uma bolinha pequena e cole com cola branca, fixando-a e deixando-a secar com fita crepe.
  • Com toda a peça montada, cole papel de seda bem amassado e deixe secar bem.
  • Pinte a peça toda por dentro e por fora com tinta látex para dar base à pintura final e deixe secar.
  • Com a peça bem seca, é hora da pintura final utilizando tinta plástica ou acrílica para artesanato (para a gravata usar papel cartão e para o laço da coelhinha, tecido).

Montando bonecos

Os bonecos de papietagem, podem ser montados da mesma maneira que os de papel machê, mas neste caso poderá ser feito o boneco inteiro (corpo) e assim utilizá-lo para montar a marionete.

Marionetes

Uma marionete nada mais é do que um boneco preso por fios pregados, numa extremidade em dois pedaços de madeira em forma de X e na outra extremidade, pregados em lugares estratégicos para dar o movimentação ao boneco. Uma marionete pode ser feita de madeira ou de papietagem.

Fantoches

Um fantoche é um boneco que ao invés de ter fios, ele será movimentado com a mão. Nesse caso, o boneco encobrirá a mão do artista como se fosse uma luva.

Aplicações terapeuticas e pedagógicas

Tanto a técnica de papietagem quanto a de papel machê pode ser utilizada como terapia ocupacional. Por estimular a criatividade, a execução desse tipo de trabalho alcança níveis altos de relaxamento que refletem em resultados terapêuticos animadores.

Na área pedagógica, essa técnica estimula o desenvolvimento artístico, a criatividade e o senso cívico dos alunos ao mostrar que objetos que seriam jogados no lixo, podem ser reaproveitados e transformados em arte.

Legislação Específica

Como Pessoa Jurídica:
Torna-se necessário tomar algumas providências, para a abertura do empreendimento, tais como:
– Registro na Junta Comercial;
– Registro na Secretaria da Receita Federal;
– Registro na Secretaria da Fazenda;
– Registro na Prefeitura do Município;

O novo empresário deve procurar a prefeitura da cidade onde pretende montar o seu negócio de artesanato para obter informações quanto às instalações físicas da empresa (com relação a localização), e também o Alvará de Funcionamento.

Como Pessoa Física:
Referente ao Projeto Artes na Praça (PMV)
– Cadastro do Artesão no Projeto na Secretaria Municipal de Cultura;
– Análise e aprovação dos produtos artesanais pelo comitê gestor;
– Encaminhamento aos padrões de exposição: metragem da barraca, produtos, etc.
– Acesso ao regulamento do Projeto
– Carteirinha do Artesão (Adquirida na coordenação estadual de artesanato do ES)
– Avaliação Bimestral dos produtos.
OBS. Não é cobrado taxa.

Com relação a legislação, torna-se necessário alguns esclarecimentos, tais como:
IPI – De acordo com a legislação do IPI (Decreto 2.637, de 25/16/1998, artigos 5º, inciso III e 7º, inciso I), não se considera industrialização e, portanto, não é tributada por este imposto, a confecção ou preparo de produto de artesanato, assim definido o proveniente de trabalho manual realizado por pessoa física, nas seguintes condições:
a) quando o trabalho não conte com o auxílio ou participação de terceiros assalariados;
b) quando o produto seja vendido a consumidor, diretamente ou por intermédio de entidade de que o artesão faça parte ou seja assistido.

Referências:
Sebrae – Serviços de Apoio as Micros e Pequenas Empresas, IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas – São Paulo, Datafolha – Instituto de Pesquisas Grupo Folha, IBOPE – Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística, Wikipédia, Jornal Estadão, Jornal Folha de S.Paulo, Jornal O Globo, Revista Exame, Revista Veja, MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, MCTI – Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, MDA – Ministério do Desenvolvimento Agrário, MDIC – Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, MMA – Ministério do Meio Ambiente, MME – Ministério de Minas e Energia, MTE – Ministério do Trabalho e Emprego.Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.
Categorias
Ideias de negócios

Como montar uma empresa organização de casamentos

Como abrir ou montar uma empresa de serviços de casamento, de sucesso, sem cometer erros, aprenda tudo, investimento, localização, equipamentos, fornecedores, mercado, concorrência, riscos, legislação, mão de obra especializada, captação de cliente, financiamento, atendimento e muito mais…

Serviços de casamento

Introdução

Que falida, que nada. A instituição do casamento pode não ser a mesma de antigamente, mas nunca esteve tão sólida – e rentável. Dados oficiais dão conta da realização de um milhão de matrimônios por ano no Brasil – isso sem contar as uniões sem papel passado. Empresários do setor estimam que a indústria do casamento movimente, por baixo, algo em torno dos R$ 5 bilhões por ano. Considerando que cerca de metade dos produtos e serviços que compõem esse mercado são informais, o movimento pode atingir a casa dos R$ 7 bilhões fácil, fácil.

O bom da história? Micro e pequenas empresas atendem entre 80% e 90% dessa indústria. As oportunidades de negócios são vastas e variadas. Vão desde os preparativos dos noivos para encarar a hora do sim, passam pela cerimônia em si e se estendem lua-de-mel afora. Nos últimos anos a  maioria dos negócios relacionados a casamento floresceu. Constata-se que o casamento, para que se dedica a montagem do “cenário”, pode virar uma cerimônia dos lucros. Das flores à decoração, dos convites aos serviço de bufê, os casamentos são um grande filão para pequenas empresas.

Oportunidades

As oportunidades mais férteis estão nas cerimônias e festas, que concentram 80% dessa indústria. Aí entram flores, decoração, convites, serviços de caligrafia, fotografia e filmagem, músicos, bufês, vestuários. Até mesmo serviços de entrega, estacionamento, segurança e aluguel de carros encontram nas festas nupciais uma boa fonte de lucros. Quase todos os negócios voltados à cerimônia de casamento podem ser tocados por pequenos empresários. A única exceção talvez seja o aluguel de carros de luxo, que exige capital inicial maior. Em quase todos os outros ramos, o custo inicial não é alto e requer conhecimentos que podem ser adquiridos em cursos rápidos. Basta ter afinidade com a atividade escolhida e bom gosto.
Lembre-se de que esse mercado é regional. Verifique os produtos com maior demanda e os que estão em falta na sua cidade.

Estoques

Como casamentos nunca são decididos de um dia para outro, há a vantagem de o trabalho ser feito quase sempre sem estoques. O que não pode faltar são bons fornecedores e excelente organização.

Grifes

Para alívio de quem está começando, 80% dos produtos e serviços do setor não dependem de uma marca forte. Isso porque – exceções feitas ao bufê e ao vestido da noiva – nem mesmo os clientes mais abonados escolhem pela grife as empresas que vão animar e dar suporte à festa.

Opção

Considere a possibilidade de substituir a venda pelo aluguel. Praticidade é a palavra de ordem para quem vai se casar.

Propaganda

A melhor arma publicitária ainda é a informação boca a boca. A influência dessa mídia verbal é tão forte que, longe dela, até o mais saudável empreendimento pode se desmantelar. Anuncie ainda em sites e revistas especializadas. Até a cerimônia, essa é praticamente a única leitura dos noivos.

Concorrência

Pesquise-a, analise os pontos fortes e os fracos, para poder reproduzi-los ou evitá-los.

Localização

Procure instalar seu negócio num local de fácil acesso e com estacionamento.

Instalações

Capriche na decoração da empresa e no atendimento personalizado. A boa acolhida num local agradável faz parte do sonho que os noivos estão comprando.

Atendimento

Aja com diplomacia. É preciso sensibilidade para administrar emoções às vésperas do casamento.

Horários

Seja flexível nos horários de atendimento e nas condições de pagamento. Hoje são os noivos, e não os pais, quem pagam a conta.

Preços

Flexibilidade nos preços e prazos de pagamento é outro ponto fundamental para o negócio. Em média, o gasto com uma cerimônia nupcial é de R$ 25 mil – montante salgado, principalmente para noivas modernas, que geralmente estudam, trabalham e arcam elas próprias com as despesas do casamento.

Sites afins

Buffet Master: http://www.buffeteventoperfeitomaster.com.br
Lembrancinha de Casamento: http://www.enoivinhas.com.br
Espaço para Casamento: http://www.palaciodoscedros.com.br
Tudo para sua Festa‎: http://www.magazine155.com.br
Lembrancinha de  Casamento‎:
Decoração para Casamentos‎: http://www.brincandocomflores.com.br

 

Referências:
Sebrae – Serviços de Apoio as Micros e Pequenas Empresas, IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas – São Paulo, Datafolha – Instituto de Pesquisas Grupo Folha, IBOPE – Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística, Wikipédia, Jornal Estadão, Jornal Folha de S.Paulo, Jornal O Globo, Revista Exame, Revista Veja, MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, MCTI – Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, MDA – Ministério do Desenvolvimento Agrário, MDIC – Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, MMA – Ministério do Meio Ambiente, MME – Ministério de Minas e Energia, MTE – Ministério do Trabalho e Emprego.Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Artigos relacionados: Assessoria de casamento, Casamento blindado, Casamento blog, Casamento significado, Casamento texto, Como abrir uma empresa de organização de casamentos, Como montar empresa de negócios do casamento, Como montar um serviço de aluguel de trajes para casamento, Como montar uma empresa de decoração de casamentos , Como montar uma empresa organização de casamentos, Como organizar a entrada de um casamento, Como organizar um casamento barato, Como organizar um casamento civil, Como organizar um casamento com pouco dinheiro, Como organizar um casamento em 3 meses, Como organizar um casamento evangelico, Como organizar um casamento passo a passo, Como organizar um casamento simples e barato, Empreendedores inovam em serviços para casamentos, Empresas oferecem serviços inovadores para casamentos, Frases casamento, Guia de serviços e empresas de casamento, Guia de serviços para casamento, Inesquecivel casamento, Inspirações reais para o seu casamento, Licença casamento, Mensagem casamento, Os serviços para o seu casamento .

Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Categorias
Ideias de negócios

Como montar empresa de aluguel de roupas para casamento

Abrir, montar uma loja de aluguel de trajes para casamentos de sucesso, sem cometer erros. Aprenda tudo: investimento, localização, equipamentos, fornecedores, mercado, concorrência, riscos, legislação, mão de obra especializada, captação de cliente, financiamento, atendimento e muito mais..

Trajes para casamentos

Mercado

Apesar da evolução dos tempos e da aparente desvalorização dos rituais ancestrais, o casamento – aquela cerimônia em que os noivos adentram à igreja vestidos à caráter – ainda está em alta. As moças, em sua grande maioria, ainda preferem usar vestidos típicos, e os noivos valorizam os trajes sóbrios e comportados. Por isso, quem quer montar uma empresa direcionada a esse filão não pode deixar de acompanhar as tendências da moda. As noivas não descartaram a tradição, mas mantém-se atualizadas com os estilos modernos com um pequeno apelo bucólico. Lojas de vestidos e acessórios para noivas, geralmente, ficam próximas umas das outras, principalmente em grandes centros.

Por isso, aconselha-se ao lojista, antes de mais nada, atender ao gosto das clientes. Variedade não é ter uma vitrine congestionada de modelos, mas contar com uma figurinista capas de desenhar peças exclusivas e recomendar a roupa ideal às pessoas indecisas. Uma grande quantidade de fotos e croquis de revistas especializadas é o ideal para acender a inspiração dessas clientes. Desenhos próprios também costumam ser valorizados. Para os que buscam um modelo de última hora é bom contar com costureiras capazes de ajustá-los rapidamente.

Valores cobrados

Esse negócio não precisa viver unicamente da venda de trajes, mas também do seu aluguel. Um vestido de noiva novo, conforme o tipo e a quantidade de materiais empregados em sua confecção, o tempo gasto e, logicamente, a assinatura da estilista, pode vir a custar cerca de R$ 5.000,00.  Já um vestido pronto, de vitrine, custa, em média, R$ 2.300,00. Mas esse valor tende a cair muito quando o mesmo vestido é produzido para o aluguel. A primeira locação costuma custar cerca de R$1.000,00. Esse preço cai cerca de um quarto do valor inicial a partir da segunda locação. Nesse ritmo a quarta locação pode custar trinta por cento do valor da primeira. É importante frisar que isso vai variar muito de um vestido para outro.

Quem saberá o quanto abater no valor de cada aluguel sucessivo é o proprietário da empresa, que achará esses valores com base em cálculos de depreciação do material, índices de procura daquele modelo, etc. Mas, é imprescindível oferecer um material de qualidade inquestionável, pois os vestidos devem resistir ao uso que, apesar de ser em um único dia, costuma ser o suficiente para voltar à loja com pequenos rasgos, costuras desfiadas, ausência de detalhes, etc. E, além disso, após cada reforma que o vestido sofrer, deve ser lavado à seco, para que seja mantida a aparência impecável, necessária à finalidade do mesmo.

Cada vez que o vestido for disponibilizado para aluguel, deve se alertar a noiva acerca da quantidade de vezes que o mesmo já foi utilizado. Isso garante a confiabilidade nos produtos oferecidos e na empresa, uma vez que deixa a cliente à par da “idade” do material a ela disponibilizado, além de estimulá-la, em muitos casos, a optar por outro mais novo, ou mais exclusivo. Mas a intenção principal é evitar um constrangimento pelo qual poderá passar a cliente, se a mesma descobrir por outros meios, que a peça principal do seu “sonho” já não era novidade para muitos.

Diversificando o negócio

É comum as lojas oferecerem, também, vestidos para damas de honra, pagens, madrinhas e formandas, além de trajes para os noivos. Para esses últimos, a grande preferência recai sobre os tons neutros como branco, cinza e preto. Mas muitos gostam de trajes que formem “um par” com o da noiva. Para isso, a loja deve disponibilizar catálogos que tenham fotos ou modelos de trajes masculinos, com uma referência ao estilo do vestido que a noiva escolheu, mas sem mostrar esse último, para não ferir a tradição de que o noivo só deve ver a noiva no altar…

A disponibilização de arranjos também pode ser estudada. Entretanto, se optar-se pela locação desse material, a empresa deve contar com um bom ateliê para as restaurações, pois costumam ser muito danificados. Esse mercado em especial, é recente e possibilita um incremento na receita da ordem de R$10.000,00 mensais. Uma estratégia que tem dado resultado para a locação de arranjos, véus e grinaldas, é a divulgação do serviço junto a estilistas.

Divulgação

Anunciar em revistas especializadas pode ser um excelente diferencial, mas o que realmente indicará o sucesso da empresa é a divulgação local. Anúncios em jornais, folders, panfletos, etc. podem ser um bom começo. A propaganda boca a boca fala alto nesse ramo.

Investimentos em equipamentos e instalações

Uma máquina de costura de overloque e outra industrial. Exige, ainda, telefone, computador, escritório para uma pessoa e ponto comercial de cerca de 50 m².

Sites afins

Crianças Meninos Ternos e Smoking: http://www.aliexpress.com
Aluguel de Roupas: http://www.tuttisposa.com.br
Roupas e acessórios para a noite: http://www.amaro.com/must-have/festas‎

 

Referências:
Sebrae – Serviços de Apoio as Micros e Pequenas Empresas, IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas – São Paulo, Datafolha – Instituto de Pesquisas Grupo Folha, IBOPE – Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística, Wikipédia, Jornal Estadão, Jornal Folha de S.Paulo, Jornal O Globo, Revista Exame, Revista Veja, MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, MCTI – Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, MDA – Ministério do Desenvolvimento Agrário, MDIC – Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, MMA – Ministério do Meio Ambiente, MME – Ministério de Minas e Energia, MTE – Ministério do Trabalho e Emprego.Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Artigos relacionados: trajes para casamentos diurnos, trajes para casamentos masculinos, trajes para casamentos a noite, trajes para casamentos para convidados, vestidos para madrinhas casamentos, vestidos curtos para casamento, vestidos de festa para casamento, roupa para casamento.

Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Categorias
Ideias de negócios

Como montar fábrica de Brindes. Passo a Passo

Saiba como montar uma fábrica de brindes gastando pouco e  sem cometer erros, ganhe muito dinheiro comm confecção de brindes promocionais. Aprenda tudo: investimento, localização, equipamentos, fornecedores, mercado, concorrência, riscos, legislação, mão de obra especializada, captação de cliente, financiamento, atendimento e muito mais…

Fábrica de brindes

FICHA TÉCNICA
Setor: Secundário.
Tipo de Negócio: Confecção de brindes promocionais.
Produtos: jogos americanos, mochilas, porta-lápis, quebra-cabeças, jogos-da-velha, porta-trecos, mini-vasos, saquinhos porta-biquíni, risque-rabisque, CD’s, pranchetas decoradas, etc.

Apresentação

Diz-se que o milionário John Rockefeller teria afirmado, certa vez, que se lhe sobrasse apenas um dólar de toda a fortuna, não teria dúvida: investiria em propaganda. Pode não ser uma verdade histórica, mas dramatiza o fato de que o retorno de cada dólar (ou real) investido em propaganda pode ser maior do que qualquer aplicação no mercado financeiro. E é verdade. Quem não lembra daquela régua, daquele calendário ou ainda daquele providencial porta-níqueis ganhos na última campanha eleitoral? Mania em época de eleição, esses brindes ajudam muitos políticos a vencer pleitos disputados, reforçam o marketing das empresas. Mas é sempre bom lembrar que sobressair nesse segmento exige mais do que um produto diferenciado. É preciso prestar um atendimento personalizado, surpreender o cliente com qualidade e pontualidade. Conclui-se enfim, que o segredo do sucesso, muitas vezes está em aliar simplicidade com criatividade. Quem não gosta de impressionar gastando pouco ? Afinal, a distribuição de brindes custa menos do que parece, isso sem falar no retorno desse investimento.

Mercado

Embora esse seja um mercado bastante concorrido, acredita-se que ainda exista espaço, principalmente fora dos grandes centros, para quem desenvolver peças baratas, úteis e criativas. No mercado de brindes há oportunidades para empresas de diferentes perfis. Num cenário de carência de recursos financeiros e de disputa acirrada entre as empresas pela fidelidade dos seus clientes, uma ferramenta de marketing continua a ter grande poder de sedução: o brinde.

Sazonalidade

A grande desvantagem do segmento é a sazonalidade – o maior volume de negócios concentra-se no fim do ano. Daí a necessidade de trabalhar com uma estrutura enxuta e boa administração do capital de giro. Entretanto, a tendência é que, com o crescimento do uso promocional do brinde, a oscilação diminua.

Perfil do produto

O brinde no Brasil está vinculado à imagem de lembrança de fim de ano, mas em outros países, ele é usado especialmente como estratégia de promoção da marca. Na Europa e nos Estados Unidos quase todo produto é vendido com um brinde. O brinde representa apenas um reforço na divulgação. Significa dizer que se a marca não for conhecida, é melhor investir em outras estratégias de marketing.

Quando o brinde tem poder. Conquistar clientes fiéis sempre é o maior objetivo de qualquer empresário. A tarefa não é fácil, mas existe uma arma com bom poder de fogo: os programas de fidelização, que distribuem brindes aos consumidores mais assíduos e gastadores. Até pouco tempo atrás restritos às grandes empresas, eles começam a ser adotados pelas pequenas, que usam cupons ou tecnologias simples, como cartões com código de barras, e etc.

Por Trás do Brinde. Brinde deve lembrar perfil da empresa. Usar a criatividade e verificar se o brinde escolhido será útil ao cliente. O brinde precisa carregar o perfil da empresa, a dica é que o cliente sinta que aquilo foi feito para ele. Deve ser algo que ele possa usar no dia-a-dia. A intenção é de que a pessoa que receber um brinde com essas características vá utilizá-lo, principalmente, em momentos de descontração e lazer. A idéia é que ela lembre de maneira positiva da marca da empresa que o enviou. Essa constatação reforça a idéia de que o brinde deve vir sempre acompanhado de um texto que estabeleça um paralelo entre as regras (devidamente explicadas) do jogo e a filosofia da empresa que o está enviando.

Escolhendo o Brinde Certo. Mais que uma forma elegante de cativar, o brinde também é uma parte importante da estratégia de comunicação, já que tem como objetivo gravar com eficiência a marca na mente e no coração do consumidor, a criatividade na escolha do “presentinho”. conta mais do que a verba empregada.

Público alvo

São empresas de todos os setores, candidatos a cargos políticos, políticos, campanhas sociais, etc. Mas é importante reforçar que o brinde representa apenas um reforço na divulgação. Significa dizer que se a marca não for conhecida, é melhor investir em outras estratégias de marketing.

Parcerias

Um sugestão é que o empreendedor do ramo de confecção de brindes se antecipe à tendência dos pequenos em estabelecer parcerias e procure inclusive induzi-las. Contribui para essa prática o fato de que, pressionados pela escassez de verbas para divulgação, alguns pequenos empresários adotem providências inteligentes, realizando promoções casadas com o objetivo de diluir custos.

Equipamentos

Para começar um pequeno negócio nesse ramo, o ideal é comprar máquinas manuais, que podem ser montadas em casa, porém se o futuro empreendedor preferir ter uma estrutura maior terá de se ter equipamentos mais específicos, tais como:

– Mesas cilíndricas de impressão, de luz a vácuo e de impressão de agendas;
– Computadores com programas gráficos;
– Impressoras cilíndricas manuais e a laser de alta definição;
– Secadoras;
– Outros equipamentos e instalações, tais como: fax, telefone, computador, automóvel, etc..

Matéria prima

São vários os tipos de matéria prima que são utilizadas na produção das brindes, tais como: Borracha EVA colorida, papéis, alumínio, vidro, madeira, tecidos, etc.

Produtos

Vão de jogos americanos, mochilas, porta-lápis, quebra-cabeças, jogos-da-velha, porta-trecos, minivasos, saquinhos porta-biquíni, risque-rabisque e pranchetas decoradas até onde a imaginação e o bolso do empreendedor puderem ir (e os clientes solicitarem). De qualquer modo, a ordem é que o cliente sinta que aquilo foi feito para ele; algo que ele possa usar no dia-a-dia.

Cartões-raspadinha

Um bom impacto também pode ser obtido com a distribuição de cartões-raspadinha, aqueles cupons que escondem brindes, os prêmios podem ser peças mais sofisticadas ou até mesmo mercadorias da loja, sendo que o ideal é deixar premiado pelo menos um terço dos cupons.

Calendários de Mesa

Com estrutura de PVC, esses calendários podem ser usados como suporte para refil, onde serão impressos o calendário propriamente dito e a logomarca do cliente. O iniciante pode comprar essas estruturas prontas ou terceirizar a produção. Pode-se associar também a produção de displays para o comércio, que têm procura o ano inteiro.

Chaveiro

Outro exemplo de produto utilizado para distribuição como brinde são os chaveiros. A tipos de chaveiros.

  • Chaveiro de Couro. O couro utilizado é o “vaqueta cristal”. Através de um equipamento denominado balancim, o couro é cortado no formato desejado para os ser utilizado nos chaveiros, de acordo com o projeto do cliente; Normalmente, as chapas de metal utilizadas são as chapas de latão, que são cortadas no formato desejado em uma prensa de fricção. Posteriormente, pode ser realizado um acabamento nas peças, retirando as rebarbas e polindo-as; As chapas recebem a impressão do logotipo da empresa e para o acabamento final, utiliza-se uma resina de poliuretano bicomponente transparente (que, além de proteger a chapa, confere brilho e valor aos chaveiros), que é aplicada com equipamento específico, e o fornecedor deste equipamento pode estar prestando todo o auxílio necessário ao cliente. As argolas utilizadas nos chaveiros são fabricados com arame BTC (Baixo Teor de Carbono) galvanizado.
  • Chaveiro de Eva. A fabricação de chaveiros em EVA é mais simples. Basta cortar as placas de EVA num balancim, no formato desejado, seguindo-se a impressão nos chaveiros, que pode ser feita por serigrafia. O fornecedor indicado possui um representante no Estado de Goiás.

Imantados

Produtos com ímã atraem empresas. Enfeite de geladeira, brinde promocional, produto terapêutico e material de sinalização. Eles têm em comum mais do que a matéria-prima (ímãs). São produtos que atraem cada vez mais consumidores e abrem oportunidades a pequenos empresários. Os magnetos também podem ser fonte de renda para produtores de enfeites artesanais a um custo bem mais baixo.

CD’s

É inusitado, mas Compact Disc também é brinde. Considerados pelas gravadoras um mercado paralelo com grande potencial de crescimento, as empresas estão começando agora a descobrir esse filão como estratégia para alavancar as vendas.

Inspiração

As idéias para desenvolvimento de brindes devem partir do princípio de sua utilidade. A inspiração pode vir de vários meios, mas a pesquisa (até mesmo em museus) é sempre a mais eficaz. É através dela que são desenvolvidos produtos úteis que, transformados em brindes, visam ao atendimento exclusivo do objetivo de cada empresa.

Propaganda

A principal é a feita boca-a-boca, mas pode ser reforçada com a inscrição do nome e do telefone da empresa em algum cantinho discreto do brinde.

 

Referências:
Sebrae – Serviços de Apoio as Micros e Pequenas Empresas, IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas – São Paulo, Datafolha – Instituto de Pesquisas Grupo Folha, IBOPE – Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística, Wikipédia, Jornal Estadão, Jornal Folha de S.Paulo, Jornal O Globo, Revista Exame, Revista Veja, MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, MCTI – Minnistério da Ciência, Tecnologia e Inovação, MDA – Ministério do Desenvolvimento Agrário,

Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.