Categorias
Dinheiro

Como ganhar dinheiro em casa

Trabalhar em casa é uma tendência bastante atual e que tem sido adotada até por grandes empresas, que acreditam que esse tipo de conforto pode melhorar a qualidade de vida e, por consequência, a produtividade dos funcionários. Mas também é uma excelente alternativa para quem quer trabalhar por conta própria e saber como ganhar dinheiro em casa.

Se você quer aliar a comodidade do seu lar com uma fonte de renda, veja dicas!

Ideias de como ganhar dinheiro trabalhando em casa

Se possível, opte por uma habilidade que você já tem e algo que gosta de fazer. Afinal, muitas pessoas estão buscando meios de como ganhar dinheiro em casa e você precisa se destacar frente a essa concorrência. Comece com uma lista de coisas que poderia fazer e que seriam rentáveis.

Entre as opções de como ganhar dinheiro em casa, o artesanato é uma escolha interessante para quem gosta. Afinal, é possível comprar o material e montar uma espécie de oficina em sua residência, um local para desenvolver os trabalhos. O fato de não ter a pressão de um empregador, pode até auxiliar o processo criativo.

Outra ideia é prestar serviço na sua área de formação: consultoria contábil online, produções de design gráfico, por exemplo. Aliás, a ideia da consultoria é bem plausível para quem está se perguntando como ganhar dinheiro em casa, pois pode ser adaptada a várias áreas, como informática, comunicação, administração e outras. Você pode até começar a oferecer um serviço inédito em sua região.

A culinária também pode ser uma excelente opção: quitutes para festas, bolos, cupcakes personalizados. As marmitas fitness estão em alta, porque as pessoas estão buscando uma alimentação saudável e nem sempre têm tempo para preparar.

Quem gosta de trabalhar com eventos, pode se especializar nessa área, organizando casamentos, aniversários e eventos corporativos.

Como ganhar dinheiro em casa trabalhando na internet

A internet é uma grande aliada para quem busca uma oportunidade de como ganhar dinheiro em casa. A primeira opção que ela oferece é a venda de produtos online, os chamados infoprodutos. No Hotmart, é possível encontrar vários deles, sendo o e-book um dos mais conhecidos.

Você também pode prestar serviços digitais, como a revisão de textos e trabalhos, adequação nas normas da ABNT, produção de currículos, execução de templates para sites e outros.

A rede possibilita que você abra uma loja online de qualquer segmento e, dentro dela, venda produtos físicos ou digitais. Existem sistemas nos quais é possível enviar o produto do fornecedor diretamente para o comprador, sem que seja necessário acumular nada em casa! Você pode trabalhar junto ao e-bay e Aliexpress e compra desses sites para revenda.

Para quem gosta de escrever e domina essa atividade, na própria internet é possível encontrar demanda de trabalho como redator, para alimentar sites e blogs com conteúdo. Nesse caso, é um trabalho freelance (a maioria), mas que possibilita que as pessoas consigam ganhar dinheiro em casa.

O grande segredo é se qualificar e se especializar para conquistar a consolidação profissional nesse meio.

Categorias
Dinheiro

Como ganhar dinheiro

Para os indivíduos interessados em como ganhar dinheiro, neste artigo nós reunimos quais são as formas mais fáceis, rápidas e práticas de ganhar dinheiro fácil trabalhando em casa e na internet. Vamos conferir?

Como ganhar dinheiro na internet

Como ganhar dinheiro na internet

Para ganhar dinheiro na internet o investimento é extremamente baixo – e em alguns casos, até zerado. Além disso, a grande maioria dos trabalhos são desenvolvidos em casa (via home office).

Neste sentido, hoje a gama de opções para quem pensa em empreender e ganhar dinheiro na internet é cada vez maior. Felizmente, o Brasil se tornou um dos países mais conectados, sendo a internet bem aceita no território para a realização de uma série de negociações.

Como ganhar dinheiro em casa

Como ganhar dinheiro em casa

Para saber como ganhar dinheiro em casa você só vai precisar de um computador ou notebook com acesso à internet. As opções são:

– Produção de conteúdo para blogs: Com os blogs você ganha dinheiro ao criar conteúdo próprio, interessante e especializado sobre um ou vários assuntos. O mais recomendado é apostar em um público bem segmentado que ainda não está sendo atingido na internet. Pense bem: muitos falam sobre exercícios físicos e emagrecimento. Mas e se você falasse sobre os benefícios de um esporte em específico (como a musculação, por exemplo)?

– Aposte em franquias virtuais: O empreendedorismo digital vem se tornando uma das mais eficientes formas de como ganhar dinheiro na internet. Neste sentido, que tal apostar em uma franquia essencialmente digital? Além de exigirem um investimento mais baixo, seus resultados vêm sendo cada vez mais atrativos (lembre-se: hoje 59% dos brasileiros já preferem comprar pela internet do que em lojas físicas).

Como ganhar dinheiro extra

Como ganhar dinheiro extra

Sobre como ganhar dinheiro extra na rede, outras opções são:

– Ofereça serviços de marketing digital: Como é o caso da produção e alimentação de blogs e redes sociais, aplicação de estratégias de SEO, criação de campanhas de e-mail marketing e outros neste sentido;

– Produção de vídeos no Youtube: O primeiro passo é determinar um assunto para a criação do seu canal nesta rede social. Você pode falar sobre maquiagem, penteados, dicas de looks, games, tecnologia, música, séries e pode até mesmo dar aula. Crie o canal, comece a publicar o vídeo e aposte no Google Adsense para a publicação de anúncios nos mesmo.

Ganhar dinheiro fácil

Como ganhar dinheiro fácil

Desenvolvimento e venda de infoprodutos: Os infoprodutos, como seu próprio nome já dá a entender, são produtos criados, divulgados, vendidos e acessados via internet.

Alguns exemplos de infoprodutos são: E-books, podcasts, vídeos aulas, cursos online, infográficos, planilhas e outros arquivos essencialmente digitais.

Hoje a criação e venda de infoprodutos é uma forma super eficiente e lucrativa para ganhar dinheiro em casa, afinal, você pode desenvolvê-los (e vendê-los) de modo totalmente flexível, considerando seus horários disponíveis.

Revenda de produtos: a compra e venda de produtos é também uma forma simples e bem lucrativa de como ganhar dinheiro fácil. Você pode revender perfumes importados, roupas de grifes famosas, acessórios, cosméticos e maquiagens em geral, peças para carros, CDs e muitos outros. Algumas plataformas que tornam isso possível são o Ebay e Mercado Livre.

Categorias
Trabalho em casa

Ganhe muito dinheiro pesquisando na Internet

Ganhe muito dinheiro pesquisando na Internet. Aprenda tudo, investimento, localização, equipamentos, fornecedores, mercado, concorrência, riscos, legislação, mão de obra especializada, captação de cliente, financiamento, atendimento e muito mais…

Pesquisador da Internet

Como fazer

O mundo da Internet é vasto e você poderá ser um verdadeiro desbravador deste mundo para quem não tem acesso a “Grande Rede” ou que não tenham conhecimento suficiente e tempo para pesquisar.

De posse de um tema que o seu cliente procura, você vai sair a pesquisá-lo na Internet usando algumas ferramentas para este fim (WWW,FTP,Newsgroups, etc.). No WWW você vai encontrar ferramentas de busca de dados que muito vão te auxiliar como o Google,  Yahoo! CADÊ, Achei, ZOOM, entre uma infinidade de outros sistemas de busca.

É só digitar a palavra chave no campo indicado e esperar dentro de segundos ou minutos ele mostra uma lista do tema procurado dai e só fazer sua pesquisa de endereços relacionados. Recolhido todo o material você entregará em sua forma bruta (os dados em si recolhidos) ou então editorado (diagramado).

Hardware e Software – conhecimento e investimento necessários

Hardware

Um equipamento bem básico para se conectar a Internet, um PentiumII 233 com 32 Mb de memória, um modem de no mínimo 33.300 Kbps e uma linha telefônica.

É necessário um bom conhecimento para resolver problemas rotineiros com rapidez pois seu lucro depende de você, estar plugado na Internet.

O investimento para quem possui um computador com configuração básica fica por conta da placa fax/ modem.

Software

Browser como o MS Internet Explorer ou NetScape Navigator.

É necessário um bom conhecimento nos softwares acima citados pois você terá que saber “navegar” muito bem na Internet.

O investimento é muito baixo ficando só por conta dos browser’s acima citados.

Captação de clientes

Através de anúncios em jornais e revistas especializadas, banners espalhados pela Internet, até empresas jornalísticas poderão ser possíveis clientes.

Dicas

Você poderá cobrar pelo tempo total de acesso ou por Megabytes utilizados e acessados.

 

Referências:
Sebrae – Serviços de Apoio as Micros e Pequenas Empresas, IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas – São Paulo, Datafolha – Instituto de Pesquisas Grupo Folha, IBOPE – Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística, Wikipédia, Jornal Estadão, Jornal Folha de S.Paulo, Jornal O Globo, Revista Exame, Revista Veja, MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, MCTI – Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, MDA – Ministério do Desenvolvimento Agrário, MDIC – Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, MMA – Ministério do Meio Ambiente, MME – Ministério de Minas e Energia, MTE – Ministério do Trabalho e Emprego.Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Categorias
Trabalho em casa

Trabalhar em Casa

Trabalhar em casa tem se tornado uma opção cada vez mais presente na sociedade em que vivemos. São inúmeras as vantagens de quem é adepto do chamado home work, que pode ser a principal fonte de renda ou uma opção ganhar um troco a mais. Entre as vantagens de trabalhar em casa, a principal é não sair da comodidade e do conforto, além da flexibilidade de horário e também o fato de poupar tempo e dinheiro com deslocamento e alimentação. Mas é uma atividade que exige disciplina e dinamicidade.

A economia criativa é um dos principais aliados dos adeptos do home work, que oferece diferentes opções, como a venda de produtos, a divulgação de serviço ou a própria internet. A Regus, uma empresa que aluga espaços de coworking, realizou uma pesquisa com mais de 44 mil executivos de todo mundo e concluiu que cerca de 50% dos funcionários efetivados trabalham cerca de 2 dias e meio fora dos escritórios.

No Brasil, essa demanda chega a até 60%. Ou seja, trabalhar em casa tem se tornado uma realidade cada vez mais atraente para os empreendedores, isso porque a flexibilidade é sinônimo de economia e de sucesso para o empreendimento em questão e também para o funcionário, que, além dessas vantagens, ainda tem uma perceptível melhora na qualidade de vida.

Disciplina para trabalhar em casa

O trabalho em casa também é árduo e, mesmo que seja favorável e confortável estar em casa, é necessário muito esforço para se disciplinar. O Home Office exige que algumas regras sejam seguidas. Por exemplo, não é aconselhável passar o dia todo de pijama, mesmo que pareça uma boa ideia, o fato de estar vestido com uma roupa despojada afeta o psicológico; a escolha de um lugar adequado também é outra dica importante, pois não é todo lugar da casa que oferece qualidade para realizar determinado trabalho e, não menos importante, a disciplina é tudo: procure não se distrair e ter a mesma concentração que é necessária em um escritório.

Trabalhar em casa pela internet

Como dito anteriormente, a internet é uma das melhores opções para quem busca trabalhar em casa. Desde a produção de artigos até a aquisição de franquias online é possível. Uma opção que também tem crescido em todo mundo são as lojas virtuais. Os chamados e-commerces, que vão desde sites como Amazon.com até grupos de brechós online em redes sociais, têm ganhado cada vez mais adeptos, pois é uma comodidade única poder comprar, desde livros até artigos de luxo, sem sair de casa.

A produção de conteúdo para blogs e redes sociais é uma realidade que as empresas estão procurando, cada vez mais, se adequar. Por isso, grandes empresas têm investido nesse segmento, que é uma ótima opção de Home Office e que tem, cada vez mais, ganhado adeptos. Mas, se a sua opção é poder falar livremente sobre qualquer assunto que seja do seu agrado, os blogs também são uma opção para quem deseja ganhar dinheiro online. A venda de espaços publicitários na internet abrange uma gama imensurável de assuntos e, consequentemente, o alcance de pessoas será maior.

Categorias
Dinheiro

Como ganhar dinheiro trabalhando em casa

Com o aumento do desemprego, o tempo de recolocação no mercado de trabalho pode demorar um pouco mais do que o esperado, mas infelizmente as despesas não esperarão, por isso, encontrar uma forma de ganhar dinheiro rápido é uma necessidade para muitas pessoas.

Uma das melhores maneiras de não ficar parado é aproveitando o espaço dentro de casa e desenvolver formas de como ganhar dinheiro na internet, por exemplo. Caso você tenha este objetivo, mas não saiba por onde começar, confira as 3 dicas que apresentaremos a seguir.

Como ganhar dinheiro com uma loja virtual

Investir na criação de uma loja virtual hoje em dia é um processo simples, eficiente e muito rápido. Em poucos dias é possível lançar um negócio online, oferecendo os mais variados produtos ou até mesmo serviços pela internet.

Como ganhar dinheiro com loja virtual

Se você ainda não tem recursos suficientes para contratar um sistema de loja virtual mais robusto, não precisa se apavorar. É possível começar vendendo até mesmo através de páginas corporativas nas redes sociais, como as fanpages presentes no Facebook.

Para gerenciar as vendas com segurança e facilitar os pagamentos, você pode investir em sistemas de pagamento como o Paypal, PagSeguro e Bcash, assim, torna as operações confiáveis para seus clientes e para você.

Para ter sucesso nas vendas online, fique atento a pontos estratégicos como:

  1. A oferta de produtos com preços competitivos;
  2. Estratégias para captura de visitantes (audiência) para sua loja virtual.
  3. Transmissão de credibilidade para os visitantes, com uma boa apresentação visual e atendimento.
  4. Planejamento de estoque e transparência nas informações antes da venda.
  5. Escolha de um nicho de mercado para aumentar suas chances de vendas.

Como ganhar dinheiro montando uma agência de Publicidade e Marketing

Como ganhar dinheiro montando uma agência de Publicidade e Marketing

Com o crescimento do acesso à internet, clientes e empresas passaram a interagir ainda mais online e com isso, as oportunidades para quem busca formas de como ganhar dinheiro trabalhando em casa também aumentaram.

É possível se tornar um pequeno ou médio empresário oferecendo serviços para as empresas que estão conectadas em busca de clientes, especialmente para quem possui habilidades e conhecimentos para lidar com marketing e publicidade digital.

Entre os serviços que podem ser oferecidos estão:

  1. Criação de divulgação de anúncios publicitários;
  2. Otimização em motores de buscas, conhecidos como serviços SEO;
  3. Trabalhos de divulgação de marcas, produtos e empresas;
  4. Assessoria de marketing e publicidade nos negócios.

Este mercado é muito amplo e por isto é possível alcançar pequenos e médios negócios em geral, escolas, cursos, vendedores de produtos digitais, e-commerces, indústrias, profissionais liberais, entre muitos outros.

Caso prefira, para se destacar é possível se tornar um especialista em um dos segmentos mencionados acima e à medida em que for conquistando seus clientes, pode-se, com a ajuda das recomendações, aumentar ainda mais a margem de lucro e o desenvolvimento da sua agência.

Como ganhar dinheiro vendendo  Cursos na Internet

Como ganhar dinheiro vendendo Cursos na Internet

Os produtos digitais, como cursos apostilados, vídeo aulas, tutoriais, materiais informativos, entre outros formatos, também são grandes oportunidades de criar uma renda extra rapidamente.

Este segmento se destaca porque o maior objetivo das pessoas que acessam a internet é justamente buscar informações e conhecimentos. E graças à nova dinâmica social, este conhecimento precisa ser conquistado cada vez mais rápido.

Você pode iniciar um curso através do seu próprio conhecimento. Seja sua formação acadêmica ou prática, sempre haverá alguém precisando deste tipo de conhecimento. Desde aulas de direito, ou até mesmo cursos de marcenaria doméstica, há espaço e oportunidade para todos.

O melhor deste tipo de atividade é que após realizar o investimento inicial da elaboração do curso você poderá vender o mesmo material por períodos indeterminados, tendo assim um alto potencial de lucro.

Para que seus curso tenham sucesso é importante manter a atenção:

  1. Ao desenvolvimento de cursos de qualidade;
  2. Foco na captação do público-alvo ideal;
  3. Desenvolvimento de uma plataforma de cursos adequada.

Para iniciar é possível utilizar sistemas como o Moodle, que permite a criação de cursos online gratuitamente, antes de investir em plataformas mais completas, complexas e caras. Outros formatos possíveis incluem o desenvolvimento de apostilas e apresentações em flash, por exemplo.

Gostou do artigo? Conhece alguém que está desempregado ou deseja ganhar dinheiro a partir de casa? Então compartilhe esse texto nas redes sociais, essas informações serão úteis  e pode ajudar muitas pessoas a terem uma renda trabalhando no conforto do lar.

Categorias
Trabalho em casa

Ganhe dinheiro com revista eletrônica

Como fazer ou criar revista eletrônica – Trabalho em Casa. Ganhe muito dinheiro no conforto da sua casa ou escritório. Veja aqui todas as informações necessárias para iniciar de imediato, sem erros. Aprenda tudo, investimento, clientes em potencial, divulgação do serviço, concorrência, hardware e software e muito mais…

Revista Eletrônica Como Fazer

Que tal utilizar a Internet como uma mídia alternativa para a sua publicação?

A concepção da revista deve ser a mesma de uma publicação: ter um estilo, uma linha editorial, um público alvo, dividida em seções, artigos, etc, mas na Internet você pode ter a interatividade como usuário, links hipertexto com outras páginas, uso de elementos multimídia etc.

Hardware e Software: conhecimento e investimento

Hardware

  • Seu equipamento terá que ser ao mesmo tempo uma estação de DTP e em termos um provedor de Internet, para isso será necessário um PentiumII ou III 300 a 400MHZ com 32 a 64 Mb de memória RAM, Winchester de no mínimo 10.0 Gb, scanner de mesa, ou câmera digital como a Casio QVA-10 ou Kodak além de um drive SyQuest, ZipDrive ou CD-R. Caso você tenha um bom capital, invista criando seu próprio provedor e em várias linhas telefônicas e alguns micros com modens (cada linha para um modem).
  • É necessário um alto conhecimento principalmente nos periféricos utilizados na criação da revista, além da própria manutenção do micro, e no caso de se tornar um provedor ter o mínimo conhecimento no equipamento utilizado.
  • O investimento é um tanto alto.

Software

  • Softwares de editoração eletrônica como Corel Draw! Adobe Photoshop, Adobe Page Maker, entre outros utilizados, editores de HTML, paginadores de Internet, ambientes de programação de linguagem HTML, CGI, JAVA, ou ActiveX.
  • É necessário um alto conhecimento em todos os softwares utilizados tanto no processo de criação da revista quanto a de criação e implantação de sua revista na Internet.
  • O investimento é alto, devido aos softwares de DTP e dos gastos com os outros softwares para criação de sua revista na Internet.

Captação de clientes

Através de banners espalhados pela Internet, anúncios em e é claro através de anúncios em revistas especializadas em Internet.

Dicas

No principio você poderá alugar um espaço em um provedor o que barateia muito o custo. Com o tempo você pode ampliar o espaço e até se tornar um provedor.

Quanto à revista você poderá distribuir gratuitamente e lucrar com os anúncios de empresas e pessoas.

 

Referências:
Sebrae – Serviços de Apoio as Micros e Pequenas Empresas, IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas – São Paulo, Datafolha – Instituto de Pesquisas Grupo Folha, IBOPE – Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística, Wikipédia, Jornal Estadão, Jornal Folha de S.Paulo, Jornal O Globo, Revista Exame, Revista Veja, MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, MCTI – Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, MDA – Ministério do Desenvolvimento Agrário, MDIC – Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, MMA – Ministério do Meio Ambiente, MME – Ministério de Minas e Energia, MTE – Ministério do Trabalho e Emprego.Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Artigos Relacionados: revista digital, revista eletrônica uerj, como fazer uma revista eletrônica, revista eletrônica natura, revista eletrônica de iniciação científica, revista eletrônica de enfermagem, revista eletrônica de administração, revista eletrônica de farmácia, criar revista eletronica, programa para montar revista, montar revista online, montar revista virtual, montar revista indesign, revista eletrônica lato sensu, revista eletrônica de direito processual, revista eletrônica da propriedade industrial.

Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Categorias
Empreendedorismo

Uma breve conversa sobre crimes cibernéticos

Com o advento da internet, sistema global de redes de computadores interligadas, inúmeros acontecimentos benéficos à humanidade ocorreram deste então, assim como disseminação da Educação através das plataformas EAD, compartilhamento de conhecimento, cultura, globalização, comunicação, relacionamento, informação, compras, o mundo a um clique de distância.

Porém, tão certo quanto, o fogo que pode ser utilizado para nos aquecer do frio ou cozer um alimento, também pode devastar e destruir quase tudo o que toca.

Assim são os resultados através da internet, só depende de como usá-la. De tal forma um lápis na mão de um funcionário pode ser ferramenta para escrever um lindo texto motivacional ou um texto que possa ser uma tormenta psicológica, assédio moral ou sexual a um colega de trabalho.

Não há dúvidas quanto à classificação da tecnologia conhecida como internet, é uma ferramenta poderosa. Trouxe consigo um desafio ao legislador de fazer com que o ordenamento jurídico acompanhe a evolução tecnológica da sociedade.

E a atual legislação brasileira é insuficiente e branda para coibir a crescente gama de modalidades e práticas de crime cibernéticos. Entretanto não se pode propagar a ideia de que a internet é uma ferramenta que deva ser marginalizada.

O Marco Civil da internet lei 12.965/14 cria ponto de referência sobre web no Brasil, prevê inviolabilidade e sigilo de suas comunicações, regula monitoramento, filtro, análise e fiscalização para garantir o direito à privacidade.

Somente por meio de ordens judiciais para fins de investigação criminal será possível ter acesso a esses conteúdos, gerando princípios norteadores. Ainda assim, é insuficiente para impedir a impessoalidade, ou seja, habilidade que determinados usuários possuem de serem capazes de esconder seus rastros virtuais no mundo cibernético.

Conseguir chegar ao autor e comprovar uma ligação entre o autor do crime com a materialidade do próprio crime é muito difícil. A ONG SaferNet Brasil que combate e recebe denúncias de crimes e violação contra Direitos Humanos na internet em 11 anos recebeu 3.861.707 denúncias.

Já a Lei Carolina Dieckmann Lei 12.737/12 tipifica criminalmente os delitos informáticos que inseriu o Artigo 154-A do Código Penal, que trata da invasão de um dispositivo alheio conectado ou não à rede de computadores mediante violação de segurança para adulterar ou destruir dados sem autorização para obter vantagem ilícita.

Muitos usuários ou colaboradores, utilizam seus dispositivos eletrônicos, ou empresarias de forma intuitiva e ingênua. E acabam caindo nas sedutoras armadilhas das falsas propagandas virtuais, e-mails ou aplicativos maliciosos.

Empresas e industrias podem sofrer espionagem cibernética e acabam perdendo propriedade intelectual e industrial, gerando em alguns casos prejuízo de milhões de dólares.

Parece simples, porém existe uma diferença enorme, alguns crimes penais são praticados através da internet e não devem ser confundidos como crime cibernético pois, a internet é um instrumento, ferramenta par realização do crime. E o ato de tipificar determinada conduta comparado com outra já tipificada uma analogia perigosa que pode causar nulidade e chegar até uma absolvição do criminoso.

Segundo o Ministério Público Federal os principais crimes cibernéticos que ocorrem no Brasil são: Estelionato e Furto eletrônicos (fraudes bancárias), Invasão de Dispositivos, Armazenamento e Publicação de imagens com pornografia infanto-juvenil, Assédio e Aliciamento de crianças, Ameaças cyberbullying, Interrupção de Serviços, Crimes contra Propriedade Intelectual e Venda de medicamentos.

De fato eletrônicos chegaram para facilidade a vida, transformar e conectar empresas e pessoas do mundo inteiro. Mas vale salientar que todo cuidado é pouco, arquivos e dados podem guardar o segredo do seu coração ou da sua empresa.

GERSON BATISTA TELES JUNIOR Graduando em Direito, colaborador do Sistema S, palestrante e músico.
Categorias
Abrir empresa Empreendedorismo Empregos

Escritórios virtuais e coworkings para inovação nas startups

Os Escritórios Virtuais e Coworkings de hoje se tornarão a base da nova economia compartilhada do século XXI, desconstruindo conceitos, processos e legislação e provocando o repensar das estruturas empresariais e sua logística.

Inicialmente o conceito de escritórios virtuais girava apenas em volta da utilização de espaços de trabalhos fora da sede da empresa ou um grande galpão onde adolescentes compartilhavam seus espaços para desenvolverem seus softwares, a exemplo do que ocorreu no Vale do Silício, movimento estimulado com o desenvolvimento da informática e da internet.

Na década de 90 algumas multinacionais aportaram no Brasil trazendo esse novo tipo de serviço, à exemplo da HQ Business Center, adquirida posteriormente pela Regus e da PostalNet, a qual oferecia vários serviços de escritórios além de salas para uso. O que foi logo absorvido pelo mercado brasileiro, tanto pelos usuários quanto por novos empresários que estavam se iniciando no empreendedorismo, grande parte deles oriundos de programas de demissão voluntária.

A ideia de compartilhamento de um mesmo espaço para utilização por várias empresas foi absorvida facilmente diante da visível economia que proporcionava para seus usuários, o que contribuía para que as empresas reduzissem de forma significativa os seus custos fixos.

Como toda nova ideia vem acompanhada de desafios, o principal deles foi conscientizar o poder público da viabilidade econômica e legal de permitir que fosse criada em um mesmo endereço mais de uma empresa, o que era, até então, inviável. Assim com a percepção futurista de algumas Prefeituras, o poder público decidiu permitir que esse compartilhamento de um mesmo espaço por várias empresas pudessem acontecer, regulamentando esse novo segmento que estava surgindo.

Entre as Prefeituras pioneiras nessa regulamentação é justo citar a Prefeitura de Aracaju, que regulamentou as atividades de escritório virtual no final de 2009, muito embora o primeiro escritório virtual do estado de Sergipe tenha sido instalado no segundo semestre do ano de 2003, o Portal Escritório Virtual que completa quinze anos.

Em 2012 os escritórios virtuais ganharam novo destaque na mídia de muitos países da Europa e nos Estados Unidos com o surgimento do termo “Coworking”, terminologia utilizada pela primeira vez por Brad Neuberg, em São Francisco na Califórnia, serviços já prestados pelos escritórios brasileiros com o nome de “estações de trabalho”.

Várias mudanças passaram a acontecer a partir de então:

1. O executivo poderia atender ligações de sua empresa em qualquer lugar através do serviço de Atendimento Personalizado;

2. Em um prédio, contendo apenas dez salas, já poderiam funcionar mais de trezentas empresas;

3. Encomendas poderiam ser encaminhadas pelo escritório para o endereço que o executivo determinasse; as correspondências poderiam ser entregues por motoboys ou simplesmente escaneadas e encaminhadas por e-mail;

4. Secretárias poderiam ser compartilhadas com várias outras empresas, sem onerar em suas despesas fixas;

5. Relacionamento interpessoal com sua equipe de trabalho e parceiros, restritos aos momentos agendados;

6. Menos deslocamento para o percurso trabalho x empresa, gerando economia com combustível e custo de manutenção com seu veículo, entre tantas outras.

Agora, surge uma nova realidade. A necessidade de se conectar, formar parcerias, compartilhar valores, aumentar sua rede de relacionamento e aí entra os escritórios virtuais e coworkings como elo necessário e indispensável para viabilizar esse processo.

Os escritórios virtuais deixarão de ser meros cabides de empresas, como muito deles são hoje, para se tornarem corresponsáveis pelo sucesso das empresas. Informando, fomentando, buscando novas ideias, oferecendo mentorias, para que cada uma das empresas cresçam de forma sustentável, estimulando-as a utilizar tecnologia de ponta em gestão à exemplo de ferramentas e metodologias como Busines Model Canvas, Design Thinks e Scrum, tornando-as mais competitivas.

ROSIVALDO ANDRADE DO NASCIMENTO Professor de Empreendedorismo da UNIT, Consultor credenciado do SEBRAE, Diretor-Presidente do Portal Escritório Virtual e Diretor Regional para o Nordeste da ANCEVA (ssociação Nacional de Coworking e Escritório Virtual.GoTeam).
Categorias
Empregos

Afinal, as redes sociais devem ser profissionais?

Em pleno século XXI, vivemos dentro do mundo globalizado em que notícias são compartilhadas diária e quase instantaneamente. O mesmo podemos dizer sobre as redes sociais, principalmente quando falamos do usuário brasileiro. Segundo o IBGE, 94,2% dos brasileiros usam a internet para interagir entre si dentro do ambiente digital.

No entanto, vemos que são poucas as pessoas que se atentam ao uso das redes sociais – e dessa vez, não falo de uso exagerado tampouco algo do gênero, o que quero abordar neste artigo é a forma que elas são usadas e os impactos que geram dentro do ambiente de trabalho.

Para demonstrar, podemos citar o vídeo com o caso que causou indignação em níveis mundiais nas últimas semanas, sobre ofensas de cunho sexual proferidas à uma repórter russa por parte dos brasileiros. Tal evento culminou em demissões e repercussão negativa as pessoas que faziam parte daquele grupo.

O fato é que, quando dentro de uma empresa, o colaborador faz parte dela seja durante o expediente ou não, inclusive em suas próprias redes sociais, mesmo quando a opinião pessoal é expressada dentro dela, ele precisa ter a percepção de que não existe algo inteiramente pessoal, uma vez que todas as nossas redes fazem parte da construção de uma imagem pessoal e profissional positiva ou negativa, impactando diretamente sobre como os colegas de trabalho, líderes ou liderados, parceiros e fornecedores passam a ver o colega.

A sensibilidade e a empatia precisam urgentemente permear ambientes como o futebol – que aguça o sentido de pertencimento de uma nação unificada, sem que o indivíduo possa lembrar de muitas outras questões cognitivas, principalmente o bom senso de avaliar a forma como uma atitude individual afeta o entorno coletivamente.

ALESSANDRA CANUTO – Especialista em gestão estratégica de conflitos e negociação.
Sócia e palestrante da AlleaoLado, empresa focada em palestras, treinamentos e consultoria.
Categorias
Dinheiro

Como Ganhar Dinheiro Extra

Como ganhar dinheiro extra? Muitos são os indivíduos que fazem essa pergunta, porém, não sabem nem por onde começar. E se você também faz parte deste grupo, separamos para você neste artigo algumas alternativas de como ganhar dinheiro extra. Vamos conferir?

Como ganhar dinheiro extra nos finais de semana

Se o seu objetivo é ganhar dinheiro extra nos finais de semana, nossas recomendações são:

Criação de um blog

Para os que só têm tempo no final de semana, criar um blog e todos os posts que serão divulgados durante a semana pode ser uma ótima forma de ganhar dinheiro com essa estratégia.

Mas como assim? Nos finais de semana, você cria os posts e agenda a publicação dos mesmos para que ocorram no decorrer da semana. Os lucros prometem ser bem atrativos e a cada semana finalizada e o melhor: seus esforços serão de apenas dois dias!

Fotografia

Se você tem equipamentos fotográficos profissionais (ou semi), gosta de fotografar e tem o dom para esse segmento, aqui está uma boa oportunidade de como ganhar dinheiro extra.

Você pode criar um site com seu portfólio (começando com ensaios de pessoas mais próximas) e prosseguir em como ganhar dinheiro extra nos finais de semana fazendo books (adultos, infantis ou de mulheres grávidas), casamentos, festas de 15 anos, ensaios (sensuais, newborn e outros) e assim por diante. Que tal?

Serviço de pintura ou carpintaria

Se você está precisando fazer uma graninha a mais por mês, outra forma de como ganhar dinheiro extra nos finais de semana é por meio da oferta de serviços de carpintaria ou pintura. Você pode começar com os vizinhos e espalhar aos poucos. O que acha?

Como ganhar dinheiro extra na internet

Se a sua intenção é como ganhar dinheiro extra na internet, algumas alternativas viáveis são:

Tradução de documentos

Se você tem conhecimento de outra língua (com destaque para o inglês ou espanhol) pode aproveitá-lo para realizar traduções online e ganhar dinheiro extra na internet. Entre as opções de documentos podemos destacar: páginas ou sites completos da internet, trabalhos científicos, trabalhos de conclusão de curso, e-books e até mesmo outros documentos mais simples e de modo geral.

ABNT

Você conhece as normas da ABNT da cabeça aos pés? Se sim, essa é a sua oportunidade de tirar jovens acadêmicos do desespero e ganhar dinheiro extra na internet ao mesmo tempo. A formatação de trabalhos acadêmicos (com destaque para as monografias e TCCs, famosos trabalhos de conclusão de curso) é uma ótima e super lucrativa forma de ganhar dinheiro extra na internet. O que acha?

Alimentação de redes sociais

Com o marketing digital se tornando cada vez mais importante para a divulgação de empresas de todos os portes e segmentos, muitas são as instituições que contratam funcionários Freelancers por fora para a criação e alimentação de suas redes sociais. Se você tiver conhecimento na área, essa pode ser uma ótima forma de ganhar dinheiro extra na internet.