Categorias
Marketing

Branding

No mundo moderno as empresas são reconhecidas pelos produtos que criam e vendem, pela contribuição que geram e pela marca que desenvolvem. Essa marca, para quem trabalha com marketing tem um sentido amplo e é designada como branding.

Mas afinal, o que é branding? Branding é marca de uma empresa perante um mercado específico. Com ela a empresa desenvolve sua reputação e cria uma identidade para conversar com seus mais diversos públicos.

O consumidor escolhe, sob parâmetros sociais, psicológicos e emocionais as marcas que irá utilizar e assim se reconhecem como integrantes de um círculo social. O branding marketing é a utilização da marca como ferramenta de marketing para criar reputação, aumentar as vendas e instigar o consumidor a escolher determinada marca em proveito de outras.

Quando nos perguntamos o que é branding, devemos ir um pouco além e pensar na estrutura de marketing desenvolvida pelas empresas. Um setor primordial de uma empresa é o marketing, ele guia as ações da empresa e estrutura diversas áreas.

Dentre as estratégias de uma empresa o setor de marketing cuida das estratégias de branding, de produto, de relacionamento e outras. O branding cuida de uma parte essencial da organização, sua reputação e presença, e com ele desenvolve ações de relacionamento com o mercado e consumidores.

Os estudos em branding vão além, hoje já existem cursos específicos sobre está área e profissionais que trabalham unicamente com a marca da organização. Muitas destas ações são institucionais, referentes à forma como a empresa quer ser reconhecida e se perpetuar no mercado.

Para quem estuda marketing, o branding é uma estratégia que está atrelada ao posicionamento da marca e vem perpetuar a identidade organizacional para o público interno e externo.

Estratégias de brading vão de ações em redes sociais, criando uma brand persona para ser a voz e a identidade da empresa perante seus públicos, até presença em eventos, parcerias estratégicas e relacionamento com fornecedores.

A forma como a empresa será reconhecida depende da forma como ela decide se comunicar com o mercado e seu público-alvo. Para isso é essencial estudar branding e compreender a importância de ações estruturadas para fortalecer o valor da marca e posicioná-la frente aos concorrentes.

Ações estratégicas de branding trabalham com contenção de crises de imagem, assessoria de imprensa, relacionamento com parceiros para fortificar relacionamento. Outras importantes estratégias de comunicação estão atreladas a identidade visual da marca, que deve ter uma presença e significação que firme na mente do consumidor a marca desejada.

Ações que apenas comunicam promoções, produtos ou uma empresa sem que tenham continuidade e posicionamento não podem ser ditas de branding.

Agora se você imagina que branding é algo simples de ser realizado e construído, está enganado. Para o marketing criar uma identidade que represente a empresa e sua cultura organizacional e que construa no imaginário do consumidor a marca que a empresa desenvolve é algo difícil de ser realizado.

Tanto que diversas empresas que estão há anos no mercado ainda não tem marcas fortes e consumidores fiéis, apenas permanecem por preço ou produtos específicos.

O que não quer dizer que não trabalham o branding, mas o trabalham aliado a outros pontos do marketing, como produto ou promoção e não como formação de marca.

Quem deseja estudar mais sobre branding ou criar sua empresa, precisa ter em mente que branding é construído diariamente na forma como sua empresa se relaciona, se comunica e se apresenta para os mais diversos públicos. As marcas são construídas ao longo do tempo, mas necessitam de continuidade e posicionamento para serem compreendidas e desejas.

Categorias
Marketing

Marketing Pessoal

Não podemos falar do marketing pessoal sem antes entender o marketing. Você já parou para pensar de que forma propagandas funcionam? É uma fórmula bem reconhecível.

Você recebe um estímulo – seja ele visual ou não – e conhece o produto vendido através daquela perspectiva. Ou seja, não importa qual seja o produto, ele vai ser apresentado a você da melhor maneira possível e, por isso, você vai se sentir inclinado a comprá-lo. Isso é publicidade, mas, mais do que isso, as grandes marcas seguem toda uma estratégia de ação que pode durar anos, com a intenção de gravar o nome delas na mente do consumidor e se tornar referência em mais de um setor. Isso, caros leitores, é marketing.

O que você talvez não saiba é que esse processo não é restrito a objetos. Qualquer pessoa pode adaptar esses passos para o que chamamos de marketing pessoal: uma série de ações organizadas e planejadas para tornar a sua imagem tão atraente quanto o daquela marca que não falta na sua casa. Claro que algumas diferenças básicas existem para que você não se venda como um produto e sim como uma pessoa produtiva, de qualidade, profissional e criativa. Não é tão simples chegar a essa ponto, mas acredite, você pode acabar tornando sua imagem melhor do que você jamais imaginou.

Marketing pessoal e profissional

É claro que você já imagina porque é uma boa ideia criar um marketing pessoal – além disso, o marketing pessoal e profissional se complementam para dar mais motivos ainda. Qualquer líder ou empreendedor que você pensar agora (qualquer um mesmo) teve sua cota de marketing pessoal para chegar onde chegou. É de uma importância – e sutileza! – enorme conseguir ser notado sem se tornar prepotente, e as pessoas notam isso.

Lembre-se que ao pensar no que é marketing pessoal, você também deve pensar em uma marca pessoal; e essa vai muito além do seu nome e aparência. Suas ações, por menores que sejam, fazem parte do pacote, e não é só em entrevistas de emprego ou lugares formais. Até o que você posta em redes sociais e fala com conhecidos pode e vai ser atribuído à sua imagem, o que te dá uma variedade enorme de formas com que o seu público irá te notar.

Desde que, claro, você tome cuidado para não atrair atenção negativa. Não coloque tudo a perder sendo agressivo desnecessariamente, atacando alguém que pode vir a ser necessário na sua carreira ou fazendo qualquer besteira em escala viral. O seu marketing pessoal e profissional se constrói lentamente, mas tem resultados permanentes.

Curso de marketing pessoal

Para chegar ao nível mais funcional desse processo, é recomendável que você faça um curso de marketing pessoal. Existem diversos formatos de curso atualmente, você pode procurar por marketing pessoal pdf e nem precisará sair de casa. E não digo isso como publicidade! Um curso de marketing pessoal ajuda, e muito, na hora de definir seu público alvo, de planejar suas ações, de ressaltar suas qualidades, de usar ferramentas on e offlines e de criar um networking (uma rede de contatos úteis).

Por mais que você tenha uma ideia do que quer passar, pode ser difícil saber como. Aproveite quem sabe sobre o assunto e faça com que seu marketing pessoal empurre sua vida e carreira para frente!